Camila dos Anjos
Grupo(s): Atores

Camila dos Anjos

Idiomas: Inglês - Fluente
Faixa Etária: 30 a 40 anos
Gênero: Feminino
Altura: 1.56m

Release

Camila dos Anjos é atriz e produtora, formada Bacharel em Artes Cênicas pela Escola Superior de Artes Célia Helena. Começou a fazer teatro aos oito anos e participou de dezesseis peças. Foi dirigida por Ulysses Cruz, Marco Antônio Pâmio, Sérgio Ferrara, André Garolli, Aury Porto, Mário Bortolotto, entre outros. ​

 

Em 2019, com o espetáculo “O leão no inverno”, de James Goldman, com direção de Ulysses Cruz, ganhou o “Prêmio Cenym” de teatro como Melhor Atriz coadjuvante e foi indicada ao prêmio Bibi Ferreira, como Melhor Atriz Coadjuvante. Em 2015, recebeu o Prêmio de Atriz Revelação no “Melhores do Teatro R7”, pelo espetáculo “Propriedades Condenadas”, textos curtos de Tennessee Williams, com direção de Marco Antônio Pâmio.​​ Em 2020, ganhou o “Prêmio Cenym” de teatro como Melhor Atriz coadjuvante pela “Inferno – Um Interlúdio Expressionista, inspirado no texto “Not About Nightingales” de Tennessee Williams.

 

Estreou aos doze anos na televisão no “Programa Sandy e Junior”, onde permaneceu por quatro temporadas. Participou de diversas novelas e séries, entre elas, “Começar de Novo” (Globo), “Malhação” (Globo), “Retrato Falado” (Globo), “Essas Mulheres” (Record), “Anjos do Sexo” (Bandeirantes), “Amor e Revolução” (SBT), “Cúmplices de um Resgate” (SBT). É uma das protagonistas da série “A Vida Secreta dos Casais”, criada por Bruna Lombardi e dirigida por Kim Riccelli, Carlos Riccelli e Fabio Mendonça, exibida em 2018 e 2019 na HBO.​​​

 

Com o curta “O nome do Gato”, dirigido por Pedro Coutinho, recebeu os prêmios de Melhor Atriz no Festival “Art Dèco” de curtas e documentários e Melhor atriz no “14ºFAM” – Festival Audiovisual do Mercosul. Está nos longas, “Caju Com Pizza”, dirigido por Francisco Ramalho Jr, e “SP: Crônicas de uma cidade real”, dirigido por Elder Fraga, onde ganhou em 2020 o prêmio de melhor Atriz no BIMIFF – Brazil International Monthly Independent Film Festival.

 

Trabalhou como atriz, produtora, tradutora e idealizadora nos espetáculos: “Propriedades Condenadas” (“Esta Propriedade está condenada” e “Por que você fuma tanto, Lily?” / SESC Consolação) e “A Catástrofe do sucesso” (“Fala comigo como a chuva e me deixa escutar” e “Mister Paradise” / Instituto Capobianco), ambos com textos de Tennessee Williams e direção de Marco Antônio Pâmio.​

 

Em 2019, após seis anos de pesquisa sobre autobiografia e teatro documentário, estreou o monólogo “Quebra-Cabeça”. Além de atriz e produtora, também desenvolveu a dramaturgia do espetáculo (Itaú Cultural). Atualmente cursa Pós-Graduação em direção teatral na Escola Superior de Artes Célia Helena. 

 

 

FORMAÇÃO ACADÊMICA
Bacharelado em Artes Cênicas – Escola Superior de Artes Célia Helena

Pós-Graduação em direção teatral – Escola Superior de Artes Célia Helena (Cursando)

 

FORMAÇÃO ARTÍSTICA
Teatro Escola Célia Helena
Workshop com Fátima Toledo
Workshop com Robert Castle – Lee Strasberg institute
Cinema com Tata Amaral

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – “A vida secreta dos casais” – Segunda Temporada (HBO) – Direção Carlos Riccelli/Kim Riccelli/Fabio Mendonça.
– 2017 – “A vida secreta dos casais” – Primeira Temporada (HBO) – Direção Carlos Riccelli/Kim Riccelli/Fabio Mendonça.
– 2016/2015 – “Cúmplices de um resgate” (SBT) – Direção: Reynaldo Boury/Roberto Menezes.
– 2011 – “Amor e revolução” (SBT) – Direção Reynaldo Boury/Roberto Menezes.
– 2010 – “Anjos do sexo” (BANDEIRANTES) – Direção Tininha Araujo.
– 2006 – “Malhação” (TV GLOBO) – Direção Roberto Vaz.
– 2005 – “Essas mulheres” (RECORD) – Direção Flavio Colatrelo e João Camargo.
– 2004 – “Começar de novo” (TV GLOBO) – Direção: Carlos Araújo.
– 2003 – “Retrato falado” (TV GLOBO) – Direção: Luiz Villaça.
– 2002/1999 – “Programa Sandy e Júnior” (TV GLOBO) – Direção: Paulo Silvestrine e João Camargo.

 

CINEMA

– 2017 – “SP: crônicas de uma cidade real” – Fraga Films – Longa – Direção: Elder Fraga
– 2014 – “Caju com pizza” – Telefilme TV Cultura – Direção: Francisco Ramalho Jr

Curta
– 2016 – “Ser ou não ser” – Fraga Films – Curta – Direção: Elder Fraga
– 2012 – “Noite perdida” – Curta – Direção Filippo Capuzzi Lapietra
– 2010 – “O nome do gato” – Primo Filmes – Direção Pedro Coutinho
– 2006 – “Existe sempre espaço para o amor” – Direção Bernardo Barreto
– 1998 – “Pretérito perfeito” – Direção: Georgia Guerra Peixe

 

TEATRO

– 2019 – “Quebra-cabeça” – Texto e Concepção: Camila dos Anjos.
– 2019 – “Inferno – Um Interlúdio Expressionista”, inspirado no texto “Not About Nightingales”, de Tennessee Williams. – Direção: Andre Garolli.
– 2019 – “A catástrofe do Sucesso” – Direção: Marco Antônio Pâmio.
– 2018 – “O leão no inverno”- Direção: Ulysses Cruz.
– 2017 – “Memórias (não) inventadas” – Direção: Andre Garolli.
– 2016 – “Diálogos de Salomé com São João Batista” – Direção: Sergio Ferrara.
– 2015/2014 – “Propriedades condenadas” – Direção: Marco Antônio Pâmio.
– 2016/2015 – “O menino que não sabia chorar” – Direção: Fabio Brandi Torres.
– 2015 – “A medida do meu mundo sem você” – Direção: Fabio Brandi Torres.
– 2014 – “A arquitetura da dramaturgia” – Direção: Kiko Rieser, Rafael Bicudo, Andréa Tedesco.
– 2013/2012 – “Caminos invisíbles… La partida”- Direção: Carina Casuscelli.
– 2012 – “Guarde um beijo meu” – Direção: Mário Cesar Costaz.
– 2012 – “Leila Baby” – Direção: Mario Bortolotto.
– 2011 – “Doutor Faustus liga a luz” – Direção: Lenerson Polonini.
– 2011 – “Os inadequados” – Direção: Ralph Maizza.
– 2011 – “Depois daquela noite” – Direção: Miro Rizzo.
– 2006 – “Panos e lendas” – Direção: Chico Cabrera.
– 2000 – “Tutti Frutti” – Direção: Marcello Caridade.
– 1998 – “Asas pra que te quero” – Direção: Aury Porto.

Prêmios

2020 - Melhor Atriz no BIMIFF - Brazil International Monthly Independent Film Festival. Longa SP: CRÔNICAS DE UMA CIDADE REAL (2020)
2020 - - Melhor Atriz coadjuvante no "Prêmio Cenym" de teatro. Peça Inferno - Um Interlúdio Expressionista
2019 - Indicada ao Prêmio Bibi Ferreira como Melhor Atriz coadjuvante, pelo espetáculo "O leão no inverno"
2018 - Melhor Atriz coadjuvante no "Prêmio Cenym" de teatro, pelo espetáculo " O leão no inverno"
2015 - Prêmio de Atriz Revelação no "Melhores do Teatro R7", pelo espetáculo Propriedades Condenadas, de Tennessee Williams
2010 - Melhor atriz no festival "Art Dèco" de curtas e documentários, pelo curta "O Nome do Gato"
2010 - Melhor atriz no "14ºFAM" - Festival Audiovisual do Mercosul, pelo curta "O Nome do Gato"

Locuções

Elementor #603

Camila dos Anjos

Altura: 1.56m
Faixa etária:
Idiomas: Inglês - Fluente

Release

Camila dos Anjos é atriz e produtora, formada Bacharel em Artes Cênicas pela Escola Superior de Artes Célia Helena. Começou a fazer teatro aos oito anos e participou de dezesseis peças. Foi dirigida por Ulysses Cruz, Marco Antônio Pâmio, Sérgio Ferrara, André Garolli, Aury Porto, Mário Bortolotto, entre outros. ​

 

Em 2019, com o espetáculo “O leão no inverno”, de James Goldman, com direção de Ulysses Cruz, ganhou o “Prêmio Cenym” de teatro como Melhor Atriz coadjuvante e foi indicada ao prêmio Bibi Ferreira, como Melhor Atriz Coadjuvante. Em 2015, recebeu o Prêmio de Atriz Revelação no “Melhores do Teatro R7”, pelo espetáculo “Propriedades Condenadas”, textos curtos de Tennessee Williams, com direção de Marco Antônio Pâmio.​​ Em 2020, ganhou o “Prêmio Cenym” de teatro como Melhor Atriz coadjuvante pela “Inferno – Um Interlúdio Expressionista, inspirado no texto “Not About Nightingales” de Tennessee Williams.

 

Estreou aos doze anos na televisão no “Programa Sandy e Junior”, onde permaneceu por quatro temporadas. Participou de diversas novelas e séries, entre elas, “Começar de Novo” (Globo), “Malhação” (Globo), “Retrato Falado” (Globo), “Essas Mulheres” (Record), “Anjos do Sexo” (Bandeirantes), “Amor e Revolução” (SBT), “Cúmplices de um Resgate” (SBT). É uma das protagonistas da série “A Vida Secreta dos Casais”, criada por Bruna Lombardi e dirigida por Kim Riccelli, Carlos Riccelli e Fabio Mendonça, exibida em 2018 e 2019 na HBO.​​​

 

Com o curta “O nome do Gato”, dirigido por Pedro Coutinho, recebeu os prêmios de Melhor Atriz no Festival “Art Dèco” de curtas e documentários e Melhor atriz no “14ºFAM” – Festival Audiovisual do Mercosul. Está nos longas, “Caju Com Pizza”, dirigido por Francisco Ramalho Jr, e “SP: Crônicas de uma cidade real”, dirigido por Elder Fraga, onde ganhou em 2020 o prêmio de melhor Atriz no BIMIFF – Brazil International Monthly Independent Film Festival.

 

Trabalhou como atriz, produtora, tradutora e idealizadora nos espetáculos: “Propriedades Condenadas” (“Esta Propriedade está condenada” e “Por que você fuma tanto, Lily?” / SESC Consolação) e “A Catástrofe do sucesso” (“Fala comigo como a chuva e me deixa escutar” e “Mister Paradise” / Instituto Capobianco), ambos com textos de Tennessee Williams e direção de Marco Antônio Pâmio.​

 

Em 2019, após seis anos de pesquisa sobre autobiografia e teatro documentário, estreou o monólogo “Quebra-Cabeça”. Além de atriz e produtora, também desenvolveu a dramaturgia do espetáculo (Itaú Cultural). Atualmente cursa Pós-Graduação em direção teatral na Escola Superior de Artes Célia Helena. 

 

 

FORMAÇÃO ACADÊMICA
Bacharelado em Artes Cênicas – Escola Superior de Artes Célia Helena

Pós-Graduação em direção teatral – Escola Superior de Artes Célia Helena (Cursando)

 

FORMAÇÃO ARTÍSTICA
Teatro Escola Célia Helena
Workshop com Fátima Toledo
Workshop com Robert Castle – Lee Strasberg institute
Cinema com Tata Amaral

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – “A vida secreta dos casais” – Segunda Temporada (HBO) – Direção Carlos Riccelli/Kim Riccelli/Fabio Mendonça.
– 2017 – “A vida secreta dos casais” – Primeira Temporada (HBO) – Direção Carlos Riccelli/Kim Riccelli/Fabio Mendonça.
– 2016/2015 – “Cúmplices de um resgate” (SBT) – Direção: Reynaldo Boury/Roberto Menezes.
– 2011 – “Amor e revolução” (SBT) – Direção Reynaldo Boury/Roberto Menezes.
– 2010 – “Anjos do sexo” (BANDEIRANTES) – Direção Tininha Araujo.
– 2006 – “Malhação” (TV GLOBO) – Direção Roberto Vaz.
– 2005 – “Essas mulheres” (RECORD) – Direção Flavio Colatrelo e João Camargo.
– 2004 – “Começar de novo” (TV GLOBO) – Direção: Carlos Araújo.
– 2003 – “Retrato falado” (TV GLOBO) – Direção: Luiz Villaça.
– 2002/1999 – “Programa Sandy e Júnior” (TV GLOBO) – Direção: Paulo Silvestrine e João Camargo.

 

CINEMA

– 2017 – “SP: crônicas de uma cidade real” – Fraga Films – Longa – Direção: Elder Fraga
– 2014 – “Caju com pizza” – Telefilme TV Cultura – Direção: Francisco Ramalho Jr

Curta
– 2016 – “Ser ou não ser” – Fraga Films – Curta – Direção: Elder Fraga
– 2012 – “Noite perdida” – Curta – Direção Filippo Capuzzi Lapietra
– 2010 – “O nome do gato” – Primo Filmes – Direção Pedro Coutinho
– 2006 – “Existe sempre espaço para o amor” – Direção Bernardo Barreto
– 1998 – “Pretérito perfeito” – Direção: Georgia Guerra Peixe

 

TEATRO

– 2019 – “Quebra-cabeça” – Texto e Concepção: Camila dos Anjos.
– 2019 – “Inferno – Um Interlúdio Expressionista”, inspirado no texto “Not About Nightingales”, de Tennessee Williams. – Direção: Andre Garolli.
– 2019 – “A catástrofe do Sucesso” – Direção: Marco Antônio Pâmio.
– 2018 – “O leão no inverno”- Direção: Ulysses Cruz.
– 2017 – “Memórias (não) inventadas” – Direção: Andre Garolli.
– 2016 – “Diálogos de Salomé com São João Batista” – Direção: Sergio Ferrara.
– 2015/2014 – “Propriedades condenadas” – Direção: Marco Antônio Pâmio.
– 2016/2015 – “O menino que não sabia chorar” – Direção: Fabio Brandi Torres.
– 2015 – “A medida do meu mundo sem você” – Direção: Fabio Brandi Torres.
– 2014 – “A arquitetura da dramaturgia” – Direção: Kiko Rieser, Rafael Bicudo, Andréa Tedesco.
– 2013/2012 – “Caminos invisíbles… La partida”- Direção: Carina Casuscelli.
– 2012 – “Guarde um beijo meu” – Direção: Mário Cesar Costaz.
– 2012 – “Leila Baby” – Direção: Mario Bortolotto.
– 2011 – “Doutor Faustus liga a luz” – Direção: Lenerson Polonini.
– 2011 – “Os inadequados” – Direção: Ralph Maizza.
– 2011 – “Depois daquela noite” – Direção: Miro Rizzo.
– 2006 – “Panos e lendas” – Direção: Chico Cabrera.
– 2000 – “Tutti Frutti” – Direção: Marcello Caridade.
– 1998 – “Asas pra que te quero” – Direção: Aury Porto.

Prêmios:

• 2020 - Melhor Atriz no BIMIFF - Brazil International Monthly Independent Film Festival. Longa SP: CRÔNICAS DE UMA CIDADE REAL (2020)

• 2020 - - Melhor Atriz coadjuvante no "Prêmio Cenym" de teatro. Peça Inferno - Um Interlúdio Expressionista

• 2019 - Indicada ao Prêmio Bibi Ferreira como Melhor Atriz coadjuvante, pelo espetáculo "O leão no inverno"

• 2018 - Melhor Atriz coadjuvante no "Prêmio Cenym" de teatro, pelo espetáculo " O leão no inverno"

• 2015 - Prêmio de Atriz Revelação no "Melhores do Teatro R7", pelo espetáculo Propriedades Condenadas, de Tennessee Williams

• 2010 - Melhor atriz no festival "Art Dèco" de curtas e documentários, pelo curta "O Nome do Gato"

• 2010 - Melhor atriz no "14ºFAM" - Festival Audiovisual do Mercosul, pelo curta "O Nome do Gato"

Outros artistas relacionados