Chico Sant´Anna
Grupo(s): Atores

Chico Sant´Anna

Faixa Etária: acima de 50 anos
Gênero: Masculino
Altura: 1.76m

Release

O ator Chico Sant’Anna, já participou de muitos espetáculos teatrais, entre eles: “Saiba o seu lugar”, “O Legado de Eszter”, “Atrás das Paredes”, “Atra Bilis”, “Café Musique”, “Morte e Vida Severina”, “Noctiluzes” entre outros.

Os trabalhos mais recentes no cinema são “O Pastor e o Guerrilheiro”, “Atrás da Sombra”, “Espaço Infinito”, “Rir Pra Não Chorar”, “Lucinda”, “Laika Space Station”, “A Roda da Fortuna”, “Capitão Astúcia”, “Noctiluzes”, “Cano Serrado e o “O Último Cine Drive In”.

Na televisão esteve no elenco de “Fuga de Natal”, “Felizes para Sempre”, “Insensato Coração”, “Por Toda Minha Vida – Leandro e Leonardo”, “JK”, “Linha Direta Justiça – O Roubo da Taça Jules Rimet”, “Carga Pesada – Infância Roubada”, “Vidas Opostas”, “Malhação”, “Mad Maria”, “A Diarista”, “Cabocla”, “Da Cor do Pecado” e “O Rei do Gado”.

Histórico

TEATRO

2019 – “Saiba o Seu Lugar”, de Santiago Serrano – Cia. Plágio de Teatro. Direção: Sérgio Sartório. Produção: Guinada Produções / Deca Produções (Brasília-DF).

2019 – “O Legado de Eszter”, de Sandór Marái. Adaptação e Direção: Claudine Duarte. Produção: Claudine Duarte.

2019 – “Atrás das Paredes”, de Santiago Serrano. Direção: Sérgio Sartório. Produção: Guinada Produções / Deca Produções.

2018 – “Atra Bilis”, de Laila Ripoll. Grupo Cena. Direção: Hugo Rodas.

2017 – “Café Musique”, de Eli Moura. Direção: Marcello D’Lucas.

2016 – “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto. Com o Coral LUX ANIMAE. Direção Geral: Alexandre Innecco.

2014/2020 – “Noctiluzes”, de Santiago Serrano. Direção: Sergio Sartório. Produção: Guinada Produções (Brasília – DF).

2011/2012 – “Heróis – O Caminho do Vento, de Gérald Sibleyras. Direção: Guilherme Reis.  Produção: Grupo Cena (Brasília – DF).

2010 – “Terapia de Ris(c)o – Por Uma Outra Via”, criação coletiva. Direção: Diego Bresani e Rodrigo Fischer. Produção: S.A.I – Setor de Áreas Isoladas (Brasília – DF).

2009 – Cru”, de Alexandre Ribondi. Direção: Alexandre Ribondi e Sérgio Sartório. Produção: Alexandre Ribondi & Sérgio Sartório Produções.

2008 – “Fronteiras”, de Santiago Serrano. Direção: Guilherme Reis. Produção: Cena Promoções Culturais (Brasília – DF).

2007 – “Os Demônios”, de Fiodor Dostoiévskky. Direção: Antônio Abujamra e Hugo Rodas. Produção: Grupo Cena (Brasília – DF).

2006 – Biografia Não Autorizada de Uma Família”, de Gustavo Melo. Direção: Sura Berditchevisky. Produção: Pedra Corrida Produções (Rio de Janeiro – RJ).

2005 – “Capitães da Areia”, de Jorge Amado. Direção: Vitor Hugo. Produção: Companhia dos Bananas (Rio de Janeiro – RJ).

2001/2003 – “Rosanegra – Uma Saga Sertaneja”, de Carmem Moretzsohn. Direção de Hugo Rodas. Produção: ARTE 21 – Escritório de Arte e Projetos Culturais (Brasília – DF).

2000 – “Álbum Wilde” (Coletânea de textos de Oscar Wilde). Direção de Hugo Rodas. Produção: ARTE 21 – Escritório de Arte e Projetos Culturais (Brasília-DF).

1999/2000 – “Arlequim, Servidor de Dois Patrões”, de Carlo Goldoni. Direção de Hugo Rodas. Produção: NAC – Núcleo de Arte e Cultura (Brasília – DF).

1999 – “O Santo Inquérito”, de Dias Gomes. Direção: Marcelo Souza. Ciclo de Leituras Dramáticas “20 Anos de Anistia”. Produção: NAC – Núcleo de Arte e Cultura (Brasília – DF).

1997 – “Viúva, Porém Honesta”, de Nelson Rodrigues. Direção de Adriano Guimarães, Fernando Guimarães e Hugo Rodas. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1995 – “Entre Quatro Paredes”, de Jean Paul Sartre; “Dorotéia”, de Nelson Rodrigues e “Esperando Godot”, de Samuel Beckett. Ciclo de leituras dramáticas dirigido por Adriano e Fernando Guimarães.

1994 – “Rasga Coração”, de Oduvaldo Vianna Filho. Direção de B. de Paiva. Leitura dramática, dentro do Projeto “ Vianinha Vinte Anos”.

1993/ 1998 – “Qualidade, A Peça Que Faltava”, de Waldez Ludwig e Marcelo Costa. Direção de Márcia Torres. Produção: ARS Cênica, Empreend. Artíst. e Ltda. (Rio de Janeiro – RJ).

1992 – “A Batalha de Oliveiros e Ferrabrás”, de W. J. Solha. Direção de Ricardo Torres. Produção: Ator e Companhia (Brasília – DF).

1991 – “Macbeth, ainda Mauser”, livre adaptação de texto original de Shakespeare. Direção de Adriano Guimarães e Fernando Guimarães. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1990 – “Macbeth Mauser”, livre adaptação de texto original de Shakespeare. Direção de Adriano Guimarães e Fernando Guimarães. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1988 – “Eu Matei Dulcina”, de Alexandre Ribondi. Direção de Alexandre Ribondi. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1987 – “No Verão de 62”, de Alexandre Ribondi. Direção de Alexandre Ribondi. Produção: Ator & Cia (Brasília – DF).

1986 – “Crepe Suzette II – A Missão”, de Alexandre Ribondi e Marcos Bagno. Direção de Alexandre Ribondi. Produção: Candango Prod. Artísticas/Catavento Produções Artísticas e Cia. Teatral Plínio Mósca (Brasília-DF).

1985 – “Pimentas do Reino”. Autores Diversos. Direção de B. de Paiva. Produção: Grupo Amnésia Culturalis (Brasília – DF).

1982 – “Os Rapazes da Banda”, de Mart Crowley. Direção de Dimer Monteiro. Produção: Candango Produções Artísticas (Brasília – DF).

1981 – “A Gema do Ovo da Ema”, de Sylvia Orthoff. Direção de Murilo Eckardt. Produção: Cia. de Teatro Grutta. (Brasília – DF).

1980      -“Gota d´Água”, de Paulo Pontes/Chico Buarque de Holanda. Direção de Gianni Rato /Bibi Ferreira. Produção: Sociedade Teatral Casa Grande/Mercadinho Azul S/C (Rio de Janeiro – RJ).

1979 – “Jorginho, o Machão”, de Leilah Assunção. Direção de Dimer Monteiro. Grupo de Teatro da Universidade de Brasília.

 

CINEMA

2020 – “O Pastor e o Guerrilheiro”. Longa-metragem, dirigido por José Eduardo Belmonte (Brasília – DF).

2019 – “Atrás da Sombra”. Longa-metragem, dirigido por Thiago Camargo (Goiânia – GO).

2019 – “Espaço Infinito”. Longa-metragem, dirigido por Leo Bello (Brasília – DF).

2018 – “Rir Pra Não Chorar”. Longa-metragem, dirigido por Cibele Amaral (Brasília – DF).

2018 – “Lucinda”. Curta-metragem, dirigido por Zeffel Coff e William Alves (Brasília – DF).

2018 – “Laika Space Station”. Curta-metragem, dirigido por Igor Azevedo (Brasília – DF).

2018 – “A Roda da Fortuna”. Curta-metragem, dirigido por Luciano Porto (Brasília – DF).

2018 – “Capitão Astúcia”. Longa-metragem, dirigido por Filipe Gontijo (Brasília – DF).

2018 – “Noctiluzes”. Longa-metragem, dirigido por Jimi Figueiredo / Sérgio Sartório (Brasília – DF).

2017 – “Cano Serrado”. Longa-metragem, dirigido por Erik de Castro (Brasília – DF).

2014 – “O Último Cine Drive In”. Longa-metragem, dirigido por Iberê Carvalho (Brasília – DF).

2011 – “Somos Tão Jovens”. Longa-metragem, dirigido por Antonio Carlos Fontoura (Brasília – DF).

2010 – “Cru”. Longa-metragem, dirigido por Jimi Figueiredo (Brasília – DF).
2010 – “Negócios à Parte”. Curta-metragem, dirigido por Juliana Botelho (Brasília – DF).

2010 – “Golpe no Mestre”. Curta-metragem, dirigido por Cláudio Moraes (Brasília – DF).

2010 – “Flores Azuis”. Curta-metragem, dirigido por Leo Bello (Brasília – DF).

2010 – “A Última Estação”. Longa-metragem, dirigido por Márcio Curi (Brasília – DF).

2009 – “Mudança de Rumo”. Curta-metragem, dirigido por Santiago Dellape. Produção: CaradeCão Filmes (Brasília – DF).

2008 – “Bibliofagia”. Curta-metragem, dirigido por Renato Cunha. Produção:  Cor Filmes (Brasília – DF).

2008 – “Wenceslau e a Árvore do Gramofone”. Curta-metragem, dirigido por Adalberto Müller. Produção: Nova Filmes (Brasília – DF).

2007 – “Simples Mortais”. Longa-metragem, dirigido por Mauro Giuntini. Produção: Asacine Produções (Brasília – DF).

2007 – “O Homem Mau Dorme Bem”. Longa-metragem,dirigido por Geraldo Moraes. Produção: Aquarela Produções Culturais (Brasília – DF).

2007 – “Brasília – Título Provisório”. Curta-metragem, dirigido por João Paulo Procópio. Produção: Pavirada Filmes (Brasília – DF).

2007      – “Um Assalto de Fé”. Longa-metragem, dirigido por Cibele Amaral. Produção: 34 Filmes e IPAM (Brasília – DF).

2006 – “Picolé, Pintinho e Pipa”. Curta-metragem, dirigido por Gustavo Melo. Produção: Nós do Cinema (Rio de Janeiro – RJ).

2005 – “Musculatura”. Curta-metragem, dirigido por Érico Rassi. Produção: Cabeção Filmes (Goiânia – GO).

2003 – “Suicídio Cidadão”. Curta-metragem, dirigido por Iberê Carvalho. Produção: Pavirada Filmes (Brasília – DF).

2003 – “Momento Trágico”. Curta-metragem, dirigido por Cibele Amaral. Produção:  (Brasília – DF).

2002 – “O Perfumado”. Curta-metragem, dirigido por Mauro Giuntinni. Produção: Asa Vídeo e Cinema (Brasília – DF).

2001 – “Rua Seis, Sem Número”. Longa-metragem, dirigido por João Batista de Andrade. Produção: Raiz Produções Cinematográficas (Brasília-DF).

2000 – “Uma Vida em Segredo”. Longa-metragem, dirigido por Suzana Amaral. Produção: Raiz. Produções Cinematográficas (Brasília-DF).

2000 – “Subterrâneos”. Longa-metragem, dirigido por José Eduardo Belmonte. Produção: Asa Vídeo e Cinema (Brasília – DF).

1999 – “Condenado à Liberdade”. Longa-metragem, dirigido por Emiliano Ribeiro. Produção: Ypearts Audiovisual Ltda. (Brasília – DF).

1998 – “Athos”. Curta-metragem, dirigido por Sérgio Moriconi. Produção: Asa Vídeo (Brasília – DF).

1994 – “Louco por Cinema”. Longa-metragem, dirigido por André Luis Oliveira. Produção: Asa Vídeo (Brasília – DF).

 

TELEVISÃO

2018 – “Fuga de Natal” – telefilme de Santiago Dellape/Gui Campos/Davi Matos. Direção: Gui Campos.

2016 – “Velho Chico” – novela de Benedito Ruy Barbosa. Direção Fernando Carvalho.

2015 – “Felizes para Sempre” – minissérie de Euclydes Marinho. Direção: Fernando Meirelles /Paulo Morelli.

2011 – “Insensato Coração” – novela de Gilberto Braga/Ricardo Linhares. Direção: Denis Carvalho.

2007 – Por Toda Minha Vida – “Leandro e Leonardo”. Direção: Ricardo Waddington / Rogério Gomes.

2006 – “JK”. Direção: Denis Carvalho – 2006 – Linha Direta Justiça – “O Roubo da Taça Jules Rimet”. Direção: Márcio Trigo.

2006 – Carga Pesada – “Infância Roubada”. Direção: Roberto Naar.

2006 – “Vidas Opostas” – Rede Record. Direção: Alexandre Avancini.

2006 – Linha Direta Justiça – “O Roubo da Taça Jules Rimet”. Direção: Márcio Trigo.

2005 – “Malhação”. Direção: Márcio Bandarra – 2005 – “Mad Maria”. Direção: José Luis Villamarim.

2005 – “A Diarista”. Direção: José Alvarenga Jr.

2005 – “Mad Maria”. Direção: José Luis Villamarim.

2004 – “Cabocla”. Novela de Benedito Ruy Barbosa. Direção: Ricardo Waddington / José Luis Villamarim/Rogério Gomes.

2003 – “Da Cor do Pecado”. Novela de João Emanuel Carneiro. Direção: Denise Saraceni / Luis Henrique Rios.

1996 – “O Rei do Gado”. Novela de Benedito Ruy Barbosa. Direção de Luis Fernando Carvalho / José Luis Villamarim.

 

PUBLICIDADE

2018 – “Mãos” – DETRAN – Plongèe 360 (Brasília – DF).

2009 – “Motorista Legal” – DENATRAN/Ministério das Cidades – CineVídeo (Brasília – DF).

2006 – “Tubarão” – SEDEX/ECT – Conspiração Filmes (Rio de Janeiro-RJ).

2002 – “Maridão” – Mult Feira – Fábrika (Brasília – DF).

2001 – Nova Nota de R$ 10,00 – Banco Central – Mr. Grafix Produções.

1997 – Balcão SEBRAE – PROVÍDEO (Brasília – DF).

1994 – IPTU – Asa Vídeo (Brasília – DF).

1992 – GDF – Balanço – MPM e PROVÍDEO (Brasília – DF).

 

 

Prêmios

2011 - Prêmio de Melhor Ator – Festival de Teatro do Rio de Janeiro – UVA - “Cru”, direção Alexandre Ribondi e Sérgio Sartório
2010 - Prêmio de Melhor Ator pelo filme “CRU”, de Jimi Figueiredo. Festival de Cinema Guarnicê – São Luis – MA. Festival de Cinema de Maringá - PR
2008 - Prêmio de Melhor Ator, no CINE PE – Festival do Audiovisual – Festival de Cinema de Pernambuco pelo filme “SIMPLES MORTAIS” – Dir. Mauro Giuntini
2015 - Indicado a Melhor Ator Coadjuvante – Festival de Gramado pelo filme “O ÚLTIMO CINE DRIVE IN” – Dir. Iberê Carvalho

Locuções

Elementor #603

Chico Sant´Anna

Altura: 1.76m
Faixa etária:

Release

O ator Chico Sant’Anna, já participou de muitos espetáculos teatrais, entre eles: “Saiba o seu lugar”, “O Legado de Eszter”, “Atrás das Paredes”, “Atra Bilis”, “Café Musique”, “Morte e Vida Severina”, “Noctiluzes” entre outros.

Os trabalhos mais recentes no cinema são “O Pastor e o Guerrilheiro”, “Atrás da Sombra”, “Espaço Infinito”, “Rir Pra Não Chorar”, “Lucinda”, “Laika Space Station”, “A Roda da Fortuna”, “Capitão Astúcia”, “Noctiluzes”, “Cano Serrado e o “O Último Cine Drive In”.

Na televisão esteve no elenco de “Fuga de Natal”, “Felizes para Sempre”, “Insensato Coração”, “Por Toda Minha Vida – Leandro e Leonardo”, “JK”, “Linha Direta Justiça – O Roubo da Taça Jules Rimet”, “Carga Pesada – Infância Roubada”, “Vidas Opostas”, “Malhação”, “Mad Maria”, “A Diarista”, “Cabocla”, “Da Cor do Pecado” e “O Rei do Gado”.

Histórico

TEATRO

2019 – “Saiba o Seu Lugar”, de Santiago Serrano – Cia. Plágio de Teatro. Direção: Sérgio Sartório. Produção: Guinada Produções / Deca Produções (Brasília-DF).

2019 – “O Legado de Eszter”, de Sandór Marái. Adaptação e Direção: Claudine Duarte. Produção: Claudine Duarte.

2019 – “Atrás das Paredes”, de Santiago Serrano. Direção: Sérgio Sartório. Produção: Guinada Produções / Deca Produções.

2018 – “Atra Bilis”, de Laila Ripoll. Grupo Cena. Direção: Hugo Rodas.

2017 – “Café Musique”, de Eli Moura. Direção: Marcello D’Lucas.

2016 – “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto. Com o Coral LUX ANIMAE. Direção Geral: Alexandre Innecco.

2014/2020 – “Noctiluzes”, de Santiago Serrano. Direção: Sergio Sartório. Produção: Guinada Produções (Brasília – DF).

2011/2012 – “Heróis – O Caminho do Vento, de Gérald Sibleyras. Direção: Guilherme Reis.  Produção: Grupo Cena (Brasília – DF).

2010 – “Terapia de Ris(c)o – Por Uma Outra Via”, criação coletiva. Direção: Diego Bresani e Rodrigo Fischer. Produção: S.A.I – Setor de Áreas Isoladas (Brasília – DF).

2009 – Cru”, de Alexandre Ribondi. Direção: Alexandre Ribondi e Sérgio Sartório. Produção: Alexandre Ribondi & Sérgio Sartório Produções.

2008 – “Fronteiras”, de Santiago Serrano. Direção: Guilherme Reis. Produção: Cena Promoções Culturais (Brasília – DF).

2007 – “Os Demônios”, de Fiodor Dostoiévskky. Direção: Antônio Abujamra e Hugo Rodas. Produção: Grupo Cena (Brasília – DF).

2006 – Biografia Não Autorizada de Uma Família”, de Gustavo Melo. Direção: Sura Berditchevisky. Produção: Pedra Corrida Produções (Rio de Janeiro – RJ).

2005 – “Capitães da Areia”, de Jorge Amado. Direção: Vitor Hugo. Produção: Companhia dos Bananas (Rio de Janeiro – RJ).

2001/2003 – “Rosanegra – Uma Saga Sertaneja”, de Carmem Moretzsohn. Direção de Hugo Rodas. Produção: ARTE 21 – Escritório de Arte e Projetos Culturais (Brasília – DF).

2000 – “Álbum Wilde” (Coletânea de textos de Oscar Wilde). Direção de Hugo Rodas. Produção: ARTE 21 – Escritório de Arte e Projetos Culturais (Brasília-DF).

1999/2000 – “Arlequim, Servidor de Dois Patrões”, de Carlo Goldoni. Direção de Hugo Rodas. Produção: NAC – Núcleo de Arte e Cultura (Brasília – DF).

1999 – “O Santo Inquérito”, de Dias Gomes. Direção: Marcelo Souza. Ciclo de Leituras Dramáticas “20 Anos de Anistia”. Produção: NAC – Núcleo de Arte e Cultura (Brasília – DF).

1997 – “Viúva, Porém Honesta”, de Nelson Rodrigues. Direção de Adriano Guimarães, Fernando Guimarães e Hugo Rodas. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1995 – “Entre Quatro Paredes”, de Jean Paul Sartre; “Dorotéia”, de Nelson Rodrigues e “Esperando Godot”, de Samuel Beckett. Ciclo de leituras dramáticas dirigido por Adriano e Fernando Guimarães.

1994 – “Rasga Coração”, de Oduvaldo Vianna Filho. Direção de B. de Paiva. Leitura dramática, dentro do Projeto “ Vianinha Vinte Anos”.

1993/ 1998 – “Qualidade, A Peça Que Faltava”, de Waldez Ludwig e Marcelo Costa. Direção de Márcia Torres. Produção: ARS Cênica, Empreend. Artíst. e Ltda. (Rio de Janeiro – RJ).

1992 – “A Batalha de Oliveiros e Ferrabrás”, de W. J. Solha. Direção de Ricardo Torres. Produção: Ator e Companhia (Brasília – DF).

1991 – “Macbeth, ainda Mauser”, livre adaptação de texto original de Shakespeare. Direção de Adriano Guimarães e Fernando Guimarães. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1990 – “Macbeth Mauser”, livre adaptação de texto original de Shakespeare. Direção de Adriano Guimarães e Fernando Guimarães. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1988 – “Eu Matei Dulcina”, de Alexandre Ribondi. Direção de Alexandre Ribondi. Produção: Gabinete 3 (Brasília – DF).

1987 – “No Verão de 62”, de Alexandre Ribondi. Direção de Alexandre Ribondi. Produção: Ator & Cia (Brasília – DF).

1986 – “Crepe Suzette II – A Missão”, de Alexandre Ribondi e Marcos Bagno. Direção de Alexandre Ribondi. Produção: Candango Prod. Artísticas/Catavento Produções Artísticas e Cia. Teatral Plínio Mósca (Brasília-DF).

1985 – “Pimentas do Reino”. Autores Diversos. Direção de B. de Paiva. Produção: Grupo Amnésia Culturalis (Brasília – DF).

1982 – “Os Rapazes da Banda”, de Mart Crowley. Direção de Dimer Monteiro. Produção: Candango Produções Artísticas (Brasília – DF).

1981 – “A Gema do Ovo da Ema”, de Sylvia Orthoff. Direção de Murilo Eckardt. Produção: Cia. de Teatro Grutta. (Brasília – DF).

1980      -“Gota d´Água”, de Paulo Pontes/Chico Buarque de Holanda. Direção de Gianni Rato /Bibi Ferreira. Produção: Sociedade Teatral Casa Grande/Mercadinho Azul S/C (Rio de Janeiro – RJ).

1979 – “Jorginho, o Machão”, de Leilah Assunção. Direção de Dimer Monteiro. Grupo de Teatro da Universidade de Brasília.

 

CINEMA

2020 – “O Pastor e o Guerrilheiro”. Longa-metragem, dirigido por José Eduardo Belmonte (Brasília – DF).

2019 – “Atrás da Sombra”. Longa-metragem, dirigido por Thiago Camargo (Goiânia – GO).

2019 – “Espaço Infinito”. Longa-metragem, dirigido por Leo Bello (Brasília – DF).

2018 – “Rir Pra Não Chorar”. Longa-metragem, dirigido por Cibele Amaral (Brasília – DF).

2018 – “Lucinda”. Curta-metragem, dirigido por Zeffel Coff e William Alves (Brasília – DF).

2018 – “Laika Space Station”. Curta-metragem, dirigido por Igor Azevedo (Brasília – DF).

2018 – “A Roda da Fortuna”. Curta-metragem, dirigido por Luciano Porto (Brasília – DF).

2018 – “Capitão Astúcia”. Longa-metragem, dirigido por Filipe Gontijo (Brasília – DF).

2018 – “Noctiluzes”. Longa-metragem, dirigido por Jimi Figueiredo / Sérgio Sartório (Brasília – DF).

2017 – “Cano Serrado”. Longa-metragem, dirigido por Erik de Castro (Brasília – DF).

2014 – “O Último Cine Drive In”. Longa-metragem, dirigido por Iberê Carvalho (Brasília – DF).

2011 – “Somos Tão Jovens”. Longa-metragem, dirigido por Antonio Carlos Fontoura (Brasília – DF).

2010 – “Cru”. Longa-metragem, dirigido por Jimi Figueiredo (Brasília – DF).
2010 – “Negócios à Parte”. Curta-metragem, dirigido por Juliana Botelho (Brasília – DF).

2010 – “Golpe no Mestre”. Curta-metragem, dirigido por Cláudio Moraes (Brasília – DF).

2010 – “Flores Azuis”. Curta-metragem, dirigido por Leo Bello (Brasília – DF).

2010 – “A Última Estação”. Longa-metragem, dirigido por Márcio Curi (Brasília – DF).

2009 – “Mudança de Rumo”. Curta-metragem, dirigido por Santiago Dellape. Produção: CaradeCão Filmes (Brasília – DF).

2008 – “Bibliofagia”. Curta-metragem, dirigido por Renato Cunha. Produção:  Cor Filmes (Brasília – DF).

2008 – “Wenceslau e a Árvore do Gramofone”. Curta-metragem, dirigido por Adalberto Müller. Produção: Nova Filmes (Brasília – DF).

2007 – “Simples Mortais”. Longa-metragem, dirigido por Mauro Giuntini. Produção: Asacine Produções (Brasília – DF).

2007 – “O Homem Mau Dorme Bem”. Longa-metragem,dirigido por Geraldo Moraes. Produção: Aquarela Produções Culturais (Brasília – DF).

2007 – “Brasília – Título Provisório”. Curta-metragem, dirigido por João Paulo Procópio. Produção: Pavirada Filmes (Brasília – DF).

2007      – “Um Assalto de Fé”. Longa-metragem, dirigido por Cibele Amaral. Produção: 34 Filmes e IPAM (Brasília – DF).

2006 – “Picolé, Pintinho e Pipa”. Curta-metragem, dirigido por Gustavo Melo. Produção: Nós do Cinema (Rio de Janeiro – RJ).

2005 – “Musculatura”. Curta-metragem, dirigido por Érico Rassi. Produção: Cabeção Filmes (Goiânia – GO).

2003 – “Suicídio Cidadão”. Curta-metragem, dirigido por Iberê Carvalho. Produção: Pavirada Filmes (Brasília – DF).

2003 – “Momento Trágico”. Curta-metragem, dirigido por Cibele Amaral. Produção:  (Brasília – DF).

2002 – “O Perfumado”. Curta-metragem, dirigido por Mauro Giuntinni. Produção: Asa Vídeo e Cinema (Brasília – DF).

2001 – “Rua Seis, Sem Número”. Longa-metragem, dirigido por João Batista de Andrade. Produção: Raiz Produções Cinematográficas (Brasília-DF).

2000 – “Uma Vida em Segredo”. Longa-metragem, dirigido por Suzana Amaral. Produção: Raiz. Produções Cinematográficas (Brasília-DF).

2000 – “Subterrâneos”. Longa-metragem, dirigido por José Eduardo Belmonte. Produção: Asa Vídeo e Cinema (Brasília – DF).

1999 – “Condenado à Liberdade”. Longa-metragem, dirigido por Emiliano Ribeiro. Produção: Ypearts Audiovisual Ltda. (Brasília – DF).

1998 – “Athos”. Curta-metragem, dirigido por Sérgio Moriconi. Produção: Asa Vídeo (Brasília – DF).

1994 – “Louco por Cinema”. Longa-metragem, dirigido por André Luis Oliveira. Produção: Asa Vídeo (Brasília – DF).

 

TELEVISÃO

2018 – “Fuga de Natal” – telefilme de Santiago Dellape/Gui Campos/Davi Matos. Direção: Gui Campos.

2016 – “Velho Chico” – novela de Benedito Ruy Barbosa. Direção Fernando Carvalho.

2015 – “Felizes para Sempre” – minissérie de Euclydes Marinho. Direção: Fernando Meirelles /Paulo Morelli.

2011 – “Insensato Coração” – novela de Gilberto Braga/Ricardo Linhares. Direção: Denis Carvalho.

2007 – Por Toda Minha Vida – “Leandro e Leonardo”. Direção: Ricardo Waddington / Rogério Gomes.

2006 – “JK”. Direção: Denis Carvalho – 2006 – Linha Direta Justiça – “O Roubo da Taça Jules Rimet”. Direção: Márcio Trigo.

2006 – Carga Pesada – “Infância Roubada”. Direção: Roberto Naar.

2006 – “Vidas Opostas” – Rede Record. Direção: Alexandre Avancini.

2006 – Linha Direta Justiça – “O Roubo da Taça Jules Rimet”. Direção: Márcio Trigo.

2005 – “Malhação”. Direção: Márcio Bandarra – 2005 – “Mad Maria”. Direção: José Luis Villamarim.

2005 – “A Diarista”. Direção: José Alvarenga Jr.

2005 – “Mad Maria”. Direção: José Luis Villamarim.

2004 – “Cabocla”. Novela de Benedito Ruy Barbosa. Direção: Ricardo Waddington / José Luis Villamarim/Rogério Gomes.

2003 – “Da Cor do Pecado”. Novela de João Emanuel Carneiro. Direção: Denise Saraceni / Luis Henrique Rios.

1996 – “O Rei do Gado”. Novela de Benedito Ruy Barbosa. Direção de Luis Fernando Carvalho / José Luis Villamarim.

 

PUBLICIDADE

2018 – “Mãos” – DETRAN – Plongèe 360 (Brasília – DF).

2009 – “Motorista Legal” – DENATRAN/Ministério das Cidades – CineVídeo (Brasília – DF).

2006 – “Tubarão” – SEDEX/ECT – Conspiração Filmes (Rio de Janeiro-RJ).

2002 – “Maridão” – Mult Feira – Fábrika (Brasília – DF).

2001 – Nova Nota de R$ 10,00 – Banco Central – Mr. Grafix Produções.

1997 – Balcão SEBRAE – PROVÍDEO (Brasília – DF).

1994 – IPTU – Asa Vídeo (Brasília – DF).

1992 – GDF – Balanço – MPM e PROVÍDEO (Brasília – DF).

 

 

Prêmios:

• 2011 - Prêmio de Melhor Ator – Festival de Teatro do Rio de Janeiro – UVA - “Cru”, direção Alexandre Ribondi e Sérgio Sartório

• 2010 - Prêmio de Melhor Ator pelo filme “CRU”, de Jimi Figueiredo. Festival de Cinema Guarnicê – São Luis – MA. Festival de Cinema de Maringá - PR

• 2008 - Prêmio de Melhor Ator, no CINE PE – Festival do Audiovisual – Festival de Cinema de Pernambuco pelo filme “SIMPLES MORTAIS” – Dir. Mauro Giuntini

• 2015 - Indicado a Melhor Ator Coadjuvante – Festival de Gramado pelo filme “O ÚLTIMO CINE DRIVE IN” – Dir. Iberê Carvalho

Outros artistas relacionados