Kelly Crifer
Grupo(s): Atores

Kelly Crifer

Idiomas: Português - Fluente
Faixa Etária: 30 a 40 anos
Gênero: Feminino
Altura: 1.67m

Release

Kelly Crifer é atriz de teatro e de cinema; bacharel em Interpretação Teatral e Licenciada em Teatro pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

 

No teatro participou dos espetáculos “Senta que o Leão é Manso” (auto escritura performativa, em formato virtual); “Banho de Sol” (Zula Cia de Teatro); “Jardins”, direção de Rogério Araújo; “Ensaio Para Senhora Azul”, direção de Robson Vieira; “Noturno”, direção de Yara de Novaes e Mônica Ribeiro.

 

No cinema estreou no curta-metragem “Contagem”, com direção de Gabriel Martins e Maurílio Martins (Filmes de Plástico) – com o qual recebeu o prêmio de Melhor Atriz Sesc Sated 2011. O longa de estreia foi em “Os Incontáveis” (Amazon Prime Video).

 

Em 2020, foi indicada ao Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro por sua atuação no filme “No Coração do Mundo” – filme de Gabriel Martins e Maurílio Martins (Filmes de Plástico), disponível nas plataformas digitais.

 

Kelly está no elenco da série “Hit Parade” (Canal Brasil e Globoplay), direção de Marcelo Caetano. Destaque para os filmes recentes como “Fogaréu, Melanie Dimantas”, com direção de Flávia Neves (Produção Bananeira Filmes); “Dentro da Caixinha – Segredo de Criança”, roteiro de Caio Ducca e Guilherme Reis, direção de Guilherme Reis; “Canção Ao Longe” de Clarissa Campolina; “Enfim Só” de Mariana Porto (Recife).

Histórico

CINEMA

“Fogaréu”, de Flávia Neves (Ainda não estreou)
2020 – “Enfim Só”, de Mariana Porto (Ainda não estreou)
2019 -“No Coração do Mundo”, de Gabriel Martins e Maurílio Martins
2019 – “Dentro da Caixinha – Segredo de Criança”
2019 – “Canção Ao Longe”, de Clarissa Campolina (Ainda não estreou)
2016 -“Os Incontestáveis”, de Alexandre Serafini
2014 – “Jubileu”, de Samuel Marotta e Leonardo Amaral
2010 – “Contagem”, de Gabriel Martins e Maurílio Martins (curta)
2015 – “Lugar das coisas não ditas”, de Leonardo Cata Preta
2012 – “Ruídos Mudos”, de Haendel Melo

 

TELEVISÃO

2019 – Série “Hit Parade”, de Marcelo Caetano

 

TEATRO

2021 – “Senta que o Leão é Manso” (auto escritura performativa, em formato virtual)
2019 – “Banho de Sol” – Zula Cia de Teatro
2017/2018 – “Jardins”, Direção de Rogério Araújo
2015 – “Ensaio Para Senhora Azul”, Direção de Robson Vieira
2015 – “Noturno”, Direção de Yara de Novaes e Mônica Ribeiro
2014 – “Os Ancestrais”, texto e direção de Grace Passô
2012/2013 –  “Antes do Silêncio” texto e direção de Eid Ribeiro
2010 – “Estado de Coma”
2008 – “Proibido Retornar”
2007 – “Nossa Pequena Mahagonny”, direção de Lenine Martins

Prêmios

2011 - Prêmio de Melhor Atriz Sesc Sated, pelo curta-metragem "Contagem".
2020 - Indicada ao Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro por sua atuação no filme “No Coração do Mundo”.

Locuções

Elementor #603

Kelly Crifer

Altura: 1.67m
Faixa etária:
Idiomas: Português - Fluente

Release

Kelly Crifer é atriz de teatro e de cinema; bacharel em Interpretação Teatral e Licenciada em Teatro pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

 

No teatro participou dos espetáculos “Senta que o Leão é Manso” (auto escritura performativa, em formato virtual); “Banho de Sol” (Zula Cia de Teatro); “Jardins”, direção de Rogério Araújo; “Ensaio Para Senhora Azul”, direção de Robson Vieira; “Noturno”, direção de Yara de Novaes e Mônica Ribeiro.

 

No cinema estreou no curta-metragem “Contagem”, com direção de Gabriel Martins e Maurílio Martins (Filmes de Plástico) – com o qual recebeu o prêmio de Melhor Atriz Sesc Sated 2011. O longa de estreia foi em “Os Incontáveis” (Amazon Prime Video).

 

Em 2020, foi indicada ao Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro por sua atuação no filme “No Coração do Mundo” – filme de Gabriel Martins e Maurílio Martins (Filmes de Plástico), disponível nas plataformas digitais.

 

Kelly está no elenco da série “Hit Parade” (Canal Brasil e Globoplay), direção de Marcelo Caetano. Destaque para os filmes recentes como “Fogaréu, Melanie Dimantas”, com direção de Flávia Neves (Produção Bananeira Filmes); “Dentro da Caixinha – Segredo de Criança”, roteiro de Caio Ducca e Guilherme Reis, direção de Guilherme Reis; “Canção Ao Longe” de Clarissa Campolina; “Enfim Só” de Mariana Porto (Recife).

Histórico

CINEMA

“Fogaréu”, de Flávia Neves (Ainda não estreou)
2020 – “Enfim Só”, de Mariana Porto (Ainda não estreou)
2019 -“No Coração do Mundo”, de Gabriel Martins e Maurílio Martins
2019 – “Dentro da Caixinha – Segredo de Criança”
2019 – “Canção Ao Longe”, de Clarissa Campolina (Ainda não estreou)
2016 -“Os Incontestáveis”, de Alexandre Serafini
2014 – “Jubileu”, de Samuel Marotta e Leonardo Amaral
2010 – “Contagem”, de Gabriel Martins e Maurílio Martins (curta)
2015 – “Lugar das coisas não ditas”, de Leonardo Cata Preta
2012 – “Ruídos Mudos”, de Haendel Melo

 

TELEVISÃO

2019 – Série “Hit Parade”, de Marcelo Caetano

 

TEATRO

2021 – “Senta que o Leão é Manso” (auto escritura performativa, em formato virtual)
2019 – “Banho de Sol” – Zula Cia de Teatro
2017/2018 – “Jardins”, Direção de Rogério Araújo
2015 – “Ensaio Para Senhora Azul”, Direção de Robson Vieira
2015 – “Noturno”, Direção de Yara de Novaes e Mônica Ribeiro
2014 – “Os Ancestrais”, texto e direção de Grace Passô
2012/2013 –  “Antes do Silêncio” texto e direção de Eid Ribeiro
2010 – “Estado de Coma”
2008 – “Proibido Retornar”
2007 – “Nossa Pequena Mahagonny”, direção de Lenine Martins

Prêmios:

• 2011 - Prêmio de Melhor Atriz Sesc Sated, pelo curta-metragem "Contagem".

• 2020 - Indicada ao Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro por sua atuação no filme “No Coração do Mundo”.

Outros artistas relacionados

18.1K
Altura: 1,77m