Wilton Andrade
Grupo(s): Atores

Wilton Andrade

Idiomas: Português - Fluente / Inglês – Básico
Faixa Etária: 41 a 50 anos
Gênero: Masculino
Altura: 1.89m

Release

Wilton Andrade é ator, paulistano e com formação em Artes Cênicas pela Faculdade Paulista de Artes.

 

Começou a trajetória profissional no grupo teatral Cemitério dos Automóveis. Atuou em mais de 30 peças entre elas: “Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas” (Grupo Redimunho de Investigação Teatral); “Delicadeza” (Marcos Loureiro); “Prodígio do Mundo Ocidental” (Ariela Goldman); “O Homem Que Queria Ser Rita Cadillac” (Márcio Américo) e “Ninguém Fala de Amor Como Você” (Marcos Cezana). Autor das peças “Hebe Camargo In Concert” e “Acerto de Contas”.

 

Entre os 15 curtas e longas, acabou de protagonizar o filme “Skull – A Máscara de Anhangá” (Kapel Furman e Armando Fonseca) com o personagem Manco Ramirez. Também participou de “Compro Likes” (André Moraes); “Pé de Veludo – Deus e o Diabo na Ponta do Pé” (Marcelo Colaiacovo e Nilson Primitivo); “Não Trocaria Minha Mãe Por Nada Neste Mundo” e “20 Anos Orquídea” (Patrícia Lobo); “Balaio” (Luis Montes); “Cavalo” (Primo Filmes); “Pugile” (Danilo Sofrerine), “Banheiro Km 45” (Kelly Alonso); “Bala” (Simone Elias) e “Duas Vidas Para Antônio Espinosa” (Rodrigo Fonseca).

 

Em TV fez participações na série “3%” (Netflix); Série “Longa-Metragem” (TBS); novela “A Favorita” (TV Globo) e Publicidade Cerveja Amstel.

 

FORMAÇÃO

 

2013: Licenciatura em Artes Cênicas – FPA (Faculdade Paulista de Artes).

 

CURSOS

 

2021: Atuando para câmera (Inbox Cultural) com o diretor de tv Luciano Sabino.

2018 a 2021: Preparação para atores (atuação para cinema e televisão). Ateliê de Artes e Ofícios com o diretor e preparador de elenco Marcio Mehiel.

2017: Estudos sobre Tennesse William. Grupo TAPA. Orientação de Brian Penido Ross e Ana Liz.

2016: Artes Integradas “Corpos Disponíveis – Memória”. Cia Mugunzá de Teatro”.

2015: Núcleo de Investigação Cênico Documental. Cia Teatro Documental.

Histórico

CINEMA

 

2020: “Skull – A Máscara de Anhangá”. Longa-metragem com direção de Armando Fonseca e Kapel Furman. Protagonista (Personagem Manco Ramirez).

2019: “Primeiro Amor”. Curta-metragem com direção de Leonardo Feijó e Marcio Mehiel. Personagem Rubens.

2017: “Não Trocaria Minha Mãe Por Nada Nesse Mundo”. Curta-metragem. Roteiro e Direção de Patricia Lobo.

2015: “20 Anos Orquídea”. Curta-metragem. Roteiro e direção de Patricia Lobo.

2012: “Banheiro KM 45”. Curta-metragem. Roteiro e direção de Kelly Alonso.

2011: “Teleperformance”. Longa-metragem. Direção de Mauro Batista Vedia. Personagem: Carregador.

2011: “Cavalo”. Curta-metragem. Direção de Joana Mariani. Primo Filmes. Personagem: Policial.

2010: “Duas Vidas Para Antonio Espinosa”. Curta-metragem. Roteiro e direção de Caio D’ Andrea e Rodrigo Fonseca.

2009: “VIPS”. Longa-metragem. Direção de Tonico Pereira. Personagem: Assis.

2009: “Meninos de Kichute”. Longa-metragem. Roteiro e direção de Márcio Américo e Lucas Amberg. Personagem: Ademir.

2007: “Pugile”. Curta-metragem. Direção de Danilo Soferini. Personagem: Kid Neno.

2006: “Getsêmani”. Longa-metragem. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Wiltão.

2005: “Bala”. Curta-metragem. Direção de Simone Elias. Personagem: Wiltão.

 

 

TELEVISÃO

 

2018: Série “3%” (Netflix). 2ª temporada. Direção de Philippe Barcinski. Participação.

2016: Série “Longa-metragem” (TBS). Texto e direção de Fábio Rabin. Personagem: João (presidiário).

2008: “A Favorita” – Novela (TV Globo). De João Emanuel Carneiro e direção Ricardo Waddington. Participação.

 

 

TEATRO

 

2018 – 2017: “Siete Grande Hotel – A Sociedade das Portas Fechadas”. Direção Rudifran Pompeu. Grupo Redimunho de Investigação Teatral. Personagem: João de Jaguary.

2018 – 2017: “Vesperais na Janela” – Cortejo Cênico. Direção Rudifran Pompeu. Grupo Redimunho de Investigação Teatral. SESC 24 de Maio.

2014: “Caros Ouvintes”. Texto e direção de Otávio Martins. Contrarregra.

2014: “Divórcio”. Texto de Franz Keppler” e direção de Otávio Martins. Contrarregra.

2013: “Tropa de Elite da Guarda Municipal de Osasco”. Texto de Gueminho Bernardes e direção de Hugo Possolo e Rodrigo Mangal. Personagem: Soldado.

2012: “O Incrível Dr. Green”. Texto de Gisela Marques e direção de Ricardo Severo. Contrarregra.

2008: “Salvando a água salvamos a Terra”. Direção de Aquileu. Companhia Ícones Teatral. Personagem: Senhor Sujeira.

2007: “Delicadeza”. Texto de João Fábio Cabral e direção de Marcos Loureiro. Personagem: Milk.

2006: “O Prodígio do Mundo Ocidental”. Texto de John Singe e direção de Ariela Goldman. SESC Ipiranga.

2004: “O Homem que queria ser Rita Cadillac”. Texto de Márcio Américo e direção de Gabriel Pinheiro. Personagem: Clovão.

2004: “O que restou do sagrado”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Charles.

2003: “A frente fria que a chuva traz”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Gru.

2003: “Ninguém fala de amor como você”. Autor: Marcos Cezana. Personagem: Amauri Júnior.

2002: “O herói devolvido”. Romance de Marcelo Mirisola. Adaptação e direção de Mário Bortolotto.

2002: “Ovelhas que voam se perdem no céu”. Adaptação e direção de Mário Bortolotto.

2002: “Comprei um treisoitão e fui brincar com Deus”. Texto de Joeli Pimentel e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Urso.

2002: “E éramos todos thuderbirds”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Wellington.

2002: “Postcards de atacama”. Texto e direção de Mário Bortolotto.

2001: “Getsêmani”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Wiltão.

2000: “Uma fábula podre”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Checov.

2000: “Tanto faz”. Adaptação de Reinaldo de Moraes. Personagem: Calu.

2000: “Funk you baby”. Texto e direção de Mário Bortolotto.

1998: “O padre, o anjo e o capeta”. Texto de Alberto Santos e direção de Edson Santana.

 

LEITURAS DRAMÁTICAS

 

2016: “Acerto de Contas”. Texto e direção de Wilton Andrade.

2016: “Hebe Camargo In Concert”. Texto e direção de Wilton Andrade.

2015: “A Heróica Pancada”. Texto de Carlos Queiroz Telles. Direção de Fioravante Almeida. Museu da Língua Portuguesa.

2015: “A Semana”. Texto de Carlos Queiroz Telles. Direção de Alexandre Borges.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aptidões

■ Bike; Natação; Futebol; Corrida; Direção de carro e moto;

Locuções

Elementor #603

Wilton Andrade

Altura: 1.89m
Faixa etária:
Idiomas: Português - Fluente • Inglês – Básico

Release

Wilton Andrade é ator, paulistano e com formação em Artes Cênicas pela Faculdade Paulista de Artes.

 

Começou a trajetória profissional no grupo teatral Cemitério dos Automóveis. Atuou em mais de 30 peças entre elas: “Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas” (Grupo Redimunho de Investigação Teatral); “Delicadeza” (Marcos Loureiro); “Prodígio do Mundo Ocidental” (Ariela Goldman); “O Homem Que Queria Ser Rita Cadillac” (Márcio Américo) e “Ninguém Fala de Amor Como Você” (Marcos Cezana). Autor das peças “Hebe Camargo In Concert” e “Acerto de Contas”.

 

Entre os 15 curtas e longas, acabou de protagonizar o filme “Skull – A Máscara de Anhangá” (Kapel Furman e Armando Fonseca) com o personagem Manco Ramirez. Também participou de “Compro Likes” (André Moraes); “Pé de Veludo – Deus e o Diabo na Ponta do Pé” (Marcelo Colaiacovo e Nilson Primitivo); “Não Trocaria Minha Mãe Por Nada Neste Mundo” e “20 Anos Orquídea” (Patrícia Lobo); “Balaio” (Luis Montes); “Cavalo” (Primo Filmes); “Pugile” (Danilo Sofrerine), “Banheiro Km 45” (Kelly Alonso); “Bala” (Simone Elias) e “Duas Vidas Para Antônio Espinosa” (Rodrigo Fonseca).

 

Em TV fez participações na série “3%” (Netflix); Série “Longa-Metragem” (TBS); novela “A Favorita” (TV Globo) e Publicidade Cerveja Amstel.

 

FORMAÇÃO

 

2013: Licenciatura em Artes Cênicas – FPA (Faculdade Paulista de Artes).

 

CURSOS

 

2021: Atuando para câmera (Inbox Cultural) com o diretor de tv Luciano Sabino.

2018 a 2021: Preparação para atores (atuação para cinema e televisão). Ateliê de Artes e Ofícios com o diretor e preparador de elenco Marcio Mehiel.

2017: Estudos sobre Tennesse William. Grupo TAPA. Orientação de Brian Penido Ross e Ana Liz.

2016: Artes Integradas “Corpos Disponíveis – Memória”. Cia Mugunzá de Teatro”.

2015: Núcleo de Investigação Cênico Documental. Cia Teatro Documental.

Histórico

CINEMA

 

2020: “Skull – A Máscara de Anhangá”. Longa-metragem com direção de Armando Fonseca e Kapel Furman. Protagonista (Personagem Manco Ramirez).

2019: “Primeiro Amor”. Curta-metragem com direção de Leonardo Feijó e Marcio Mehiel. Personagem Rubens.

2017: “Não Trocaria Minha Mãe Por Nada Nesse Mundo”. Curta-metragem. Roteiro e Direção de Patricia Lobo.

2015: “20 Anos Orquídea”. Curta-metragem. Roteiro e direção de Patricia Lobo.

2012: “Banheiro KM 45”. Curta-metragem. Roteiro e direção de Kelly Alonso.

2011: “Teleperformance”. Longa-metragem. Direção de Mauro Batista Vedia. Personagem: Carregador.

2011: “Cavalo”. Curta-metragem. Direção de Joana Mariani. Primo Filmes. Personagem: Policial.

2010: “Duas Vidas Para Antonio Espinosa”. Curta-metragem. Roteiro e direção de Caio D’ Andrea e Rodrigo Fonseca.

2009: “VIPS”. Longa-metragem. Direção de Tonico Pereira. Personagem: Assis.

2009: “Meninos de Kichute”. Longa-metragem. Roteiro e direção de Márcio Américo e Lucas Amberg. Personagem: Ademir.

2007: “Pugile”. Curta-metragem. Direção de Danilo Soferini. Personagem: Kid Neno.

2006: “Getsêmani”. Longa-metragem. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Wiltão.

2005: “Bala”. Curta-metragem. Direção de Simone Elias. Personagem: Wiltão.

 

 

TELEVISÃO

 

2018: Série “3%” (Netflix). 2ª temporada. Direção de Philippe Barcinski. Participação.

2016: Série “Longa-metragem” (TBS). Texto e direção de Fábio Rabin. Personagem: João (presidiário).

2008: “A Favorita” – Novela (TV Globo). De João Emanuel Carneiro e direção Ricardo Waddington. Participação.

 

 

TEATRO

 

2018 – 2017: “Siete Grande Hotel – A Sociedade das Portas Fechadas”. Direção Rudifran Pompeu. Grupo Redimunho de Investigação Teatral. Personagem: João de Jaguary.

2018 – 2017: “Vesperais na Janela” – Cortejo Cênico. Direção Rudifran Pompeu. Grupo Redimunho de Investigação Teatral. SESC 24 de Maio.

2014: “Caros Ouvintes”. Texto e direção de Otávio Martins. Contrarregra.

2014: “Divórcio”. Texto de Franz Keppler” e direção de Otávio Martins. Contrarregra.

2013: “Tropa de Elite da Guarda Municipal de Osasco”. Texto de Gueminho Bernardes e direção de Hugo Possolo e Rodrigo Mangal. Personagem: Soldado.

2012: “O Incrível Dr. Green”. Texto de Gisela Marques e direção de Ricardo Severo. Contrarregra.

2008: “Salvando a água salvamos a Terra”. Direção de Aquileu. Companhia Ícones Teatral. Personagem: Senhor Sujeira.

2007: “Delicadeza”. Texto de João Fábio Cabral e direção de Marcos Loureiro. Personagem: Milk.

2006: “O Prodígio do Mundo Ocidental”. Texto de John Singe e direção de Ariela Goldman. SESC Ipiranga.

2004: “O Homem que queria ser Rita Cadillac”. Texto de Márcio Américo e direção de Gabriel Pinheiro. Personagem: Clovão.

2004: “O que restou do sagrado”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Charles.

2003: “A frente fria que a chuva traz”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Gru.

2003: “Ninguém fala de amor como você”. Autor: Marcos Cezana. Personagem: Amauri Júnior.

2002: “O herói devolvido”. Romance de Marcelo Mirisola. Adaptação e direção de Mário Bortolotto.

2002: “Ovelhas que voam se perdem no céu”. Adaptação e direção de Mário Bortolotto.

2002: “Comprei um treisoitão e fui brincar com Deus”. Texto de Joeli Pimentel e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Urso.

2002: “E éramos todos thuderbirds”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Wellington.

2002: “Postcards de atacama”. Texto e direção de Mário Bortolotto.

2001: “Getsêmani”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Wiltão.

2000: “Uma fábula podre”. Texto e direção de Mário Bortolotto. Personagem: Checov.

2000: “Tanto faz”. Adaptação de Reinaldo de Moraes. Personagem: Calu.

2000: “Funk you baby”. Texto e direção de Mário Bortolotto.

1998: “O padre, o anjo e o capeta”. Texto de Alberto Santos e direção de Edson Santana.

 

LEITURAS DRAMÁTICAS

 

2016: “Acerto de Contas”. Texto e direção de Wilton Andrade.

2016: “Hebe Camargo In Concert”. Texto e direção de Wilton Andrade.

2015: “A Heróica Pancada”. Texto de Carlos Queiroz Telles. Direção de Fioravante Almeida. Museu da Língua Portuguesa.

2015: “A Semana”. Texto de Carlos Queiroz Telles. Direção de Alexandre Borges.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aptidões:

> Bike; Natação; Futebol; Corrida; Direção de carro e moto;

Outros artistas relacionados

VGI Agentes – (11) 3864-8188
R. Vanderlei, 372 – Perdizes – São Paulo
SP. CEP 05011-000

Todos os direitos reservados à VGI Agentes® Dev. by Pompz Artes