Cláudia Assunção
Grupo(s): AtoresLocutores

Cláudia Assunção

Idiomas: Espanhol - Intermediário
Faixa Etária: acima de 50 anos
Gênero: Feminino
Altura: 1.60m

Release

Claudia Assunção nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais. É atriz em formada em TEATRO pela UFMG. Atuou como bailarina profissional por vinte anos, com experiência em espetáculos musicais.

Seu trabalho mais recente é no filme MACABRO de Marcos Prado, que teve estréia na Mostra Internacional de São Paulo e Festival de Austim no Texas, em 2019. Foi exibido também no Festival do Rio, no mesmo ano. Compõe também o elenco feminino do longa pernambucano, PATERNO de Marcelo Lordello, com estreia prevista para 2021.

Sua estreia no CINEMA como protagonista aconteceu em 2009 no longa O SOL DO MEIO DIA de Eliane Caffe, onde trabalhou ao lado de Luis Carlos Vasconcelos, Chico Diaz e Ary Fontoura – com este trabalho recebeu indicações para o prêmio de melhor atriz no Festival de Cinema do Rio, no Prêmio Sesc FIESP e no SESI. Em seguida, atuou também no longa-metragem HOJE de Tata Amaral e também nos curtas MARINA NÃO VAI À PRAIA de Cássio Pereira dos Santos, O ENCONTRO de Marco Lafer e ASSUNTO DE FAMÍLIA de Caru Alves de Souza. Em 2014 fez o curta-metragem TIROS, de Gabriel Izaguirre, trabalho pelo qual recebeu o PRÊMIO DE MELHOR ATRIZ do Festival Curtas Santos. É uma das protagonistas femininas no novo longa de Felipe Bragança, DONT SWALLOW MY HEART, ALLIGATOR GIRL / NÃO DEVORE MEU CORAÇÃO, lançado em 2017 no Festival de Brasília.

Sua estreia na TV foi em 2011 em Força Tarefa, seriado da TV Globo. Em 2012 recebeu o convite para viver a personagem Neide, em AVENIDA BRASIL, trabalho que rendeu muitas cenas dentro da trama. Foi convidada também por Jayme Monjardim para integrar o elenco principal de EM FAMÍLIA. Viveu Júlia, em Boggie Oggie, em 2014. Em 2019, fez uma participação em A DONA DO PEDAÇO e ÓRFÃOS DA TERRA, também na TV Globo.

Seu último trabalho no TEATRO foi em 2016, no espetáculo BOCA CHEIA D”ÁGUA, com texto de Lívia Galdêncio e direção de Marcelo Carrusca e Bruna Longo.

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – Órfãos da Terra – direção Gustavo Fernández – TV Globo
– 2019 – A Dona do Pedaço – direção Amora Mautner – TV Globo
– 2018 – Novela Jesus – Record
– 2018 – Mecanismo – José Padilha e Marcos Prado – Netflix
– 2017 – “Mostra sua cara” – direção de Silvia Godinho
– 2014 – “Boogie Oggie” – direção Ricardo Waddington e Gustavo Fernandez
– 2014 – “Em família”- direção Jayme Monjardim e Leonardo Nogueira – TV Globo
– 2012 – “Avenida Brasil” – direção Amora Mautner – José Luiz Vilamarim – Ricardo Waddington – TV Globo
– 2011 – “Força tarefa” – Direção José Alvarenga Jr. – Mário Márcio Bandarra – Rogério Gomes – José Luiz Villamarin – TV Globo

 

CINEMA

Longa
– 2019 – Paterno – direção Marcelo Lordello (estréia prevista para 2021)
– 2019 – Macabro – direção Marcos Prado
– 2019 – Divaldo, O Filme – direção Clóvis Mello
– 2017 – Dont Swallow my heart, alligator girl – Não devore meu coração – direção Felipe Bragança
– 2011 – “Hoje” – direção Tata Amaral

Curta

– 2009 – “O sol do meio dia” – direção Eliane Caffe
– 2013 – “Marina não vai à praia” – direção Cássio Pereira dos Santos
– 2012 – “Tiros” – direção Gabriel Izaguirre
– 2010 – “O encontro” direção Marco Lafer
– 2009 – “Revertere ad locum tum” (Retorno ao lugar de Origem) – direção Armando Mendz
– 2005 – “Meninos da zona sul” direção Claudia Ribeiro e Silvia Godinho

 

TEATRO
– 2016 – “Boca cheia d’água” – direção de Marcelo Carrusca e Bruna Longo
– 2010 – “Brincando com os homens” – direção de Marco Amaral
– 2009 – “CD Circo Místico” do Grupo Voz & Cia – direção de Ernane Maletta
– 2009 – Festival de Teatro Musical de Belo Horizonte – “Malandro” – direção de Ernani Maletta
– 2008 – “Oh Oh Oh Minas Gerais” – Direção de Jota D. angelo e Mamélia Dornelles
– 2007/2008 – “O Guesa Errante” – Montagem acadêmica – Direção de Antônio Hildebrando
– 2007/2008 – “Mulheres de Hollanda” – Musical – DIRETORA ASSISTENTE – Direção Pedro Paulo Cava
– 2007/2004 – “Malandro” – musical – direção de Ernani Malleta
– 2007/2004 – “Circo místico” – Musical – direção de Ernani Malleta
– 2001 – “Corcunda de Notre Dame” – Musical – direção de Marco Amaral
– 1998 – “Mulheres de Hollanda” – remontagem Musical – direção de Pedro Paulo Cava
– 1995 – “Gardel” – Musical – direção de Pedro Paulo Cava
– 1995/1994 – “Malandro, O musical” – direção de Luiz Paixão
– 1994/1993 – “Mulheres de Hollanda”- Musical – direção de Pedro Paulo Cava

Aptidões

■ Dança clássica e contemporânea
■ Canto lírico com Neide Zyviane por 7 anos
■ Canto popular com Paula Santoro

Prêmios

Melhor Atriz", por "Tiros", direção Gabriel Izaguirre, realizado pelo Instituto Querô, Festival Curta Santos, 2014. http://www.institutoquero.org/pt/claudia-assuncao-ganha-premio-de-melhor-atriz-no-curta-santos-pela-atuacao-no-curta-tiros/
Melhor Atriz Coadjuvante" por "Maria Não Vai à Praia", direção Cássio Pereira dos Santos, Festival de Cinema de Rio Bonito 2014. https://cineitineranterb.wordpress.com/2014/11/17/vencedores-do-5o-festival-de-cinema-de-rio-bonito/

 

Locuções

Elementor #603

Cláudia Assunção

Altura: 1.60m
Faixa etária:
Idiomas: Espanhol - Intermediário

Release

Claudia Assunção nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais. É atriz em formada em TEATRO pela UFMG. Atuou como bailarina profissional por vinte anos, com experiência em espetáculos musicais.

Seu trabalho mais recente é no filme MACABRO de Marcos Prado, que teve estréia na Mostra Internacional de São Paulo e Festival de Austim no Texas, em 2019. Foi exibido também no Festival do Rio, no mesmo ano. Compõe também o elenco feminino do longa pernambucano, PATERNO de Marcelo Lordello, com estreia prevista para 2021.

Sua estreia no CINEMA como protagonista aconteceu em 2009 no longa O SOL DO MEIO DIA de Eliane Caffe, onde trabalhou ao lado de Luis Carlos Vasconcelos, Chico Diaz e Ary Fontoura – com este trabalho recebeu indicações para o prêmio de melhor atriz no Festival de Cinema do Rio, no Prêmio Sesc FIESP e no SESI. Em seguida, atuou também no longa-metragem HOJE de Tata Amaral e também nos curtas MARINA NÃO VAI À PRAIA de Cássio Pereira dos Santos, O ENCONTRO de Marco Lafer e ASSUNTO DE FAMÍLIA de Caru Alves de Souza. Em 2014 fez o curta-metragem TIROS, de Gabriel Izaguirre, trabalho pelo qual recebeu o PRÊMIO DE MELHOR ATRIZ do Festival Curtas Santos. É uma das protagonistas femininas no novo longa de Felipe Bragança, DONT SWALLOW MY HEART, ALLIGATOR GIRL / NÃO DEVORE MEU CORAÇÃO, lançado em 2017 no Festival de Brasília.

Sua estreia na TV foi em 2011 em Força Tarefa, seriado da TV Globo. Em 2012 recebeu o convite para viver a personagem Neide, em AVENIDA BRASIL, trabalho que rendeu muitas cenas dentro da trama. Foi convidada também por Jayme Monjardim para integrar o elenco principal de EM FAMÍLIA. Viveu Júlia, em Boggie Oggie, em 2014. Em 2019, fez uma participação em A DONA DO PEDAÇO e ÓRFÃOS DA TERRA, também na TV Globo.

Seu último trabalho no TEATRO foi em 2016, no espetáculo BOCA CHEIA D”ÁGUA, com texto de Lívia Galdêncio e direção de Marcelo Carrusca e Bruna Longo.

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – Órfãos da Terra – direção Gustavo Fernández – TV Globo
– 2019 – A Dona do Pedaço – direção Amora Mautner – TV Globo
– 2018 – Novela Jesus – Record
– 2018 – Mecanismo – José Padilha e Marcos Prado – Netflix
– 2017 – “Mostra sua cara” – direção de Silvia Godinho
– 2014 – “Boogie Oggie” – direção Ricardo Waddington e Gustavo Fernandez
– 2014 – “Em família”- direção Jayme Monjardim e Leonardo Nogueira – TV Globo
– 2012 – “Avenida Brasil” – direção Amora Mautner – José Luiz Vilamarim – Ricardo Waddington – TV Globo
– 2011 – “Força tarefa” – Direção José Alvarenga Jr. – Mário Márcio Bandarra – Rogério Gomes – José Luiz Villamarin – TV Globo

 

CINEMA

Longa
– 2019 – Paterno – direção Marcelo Lordello (estréia prevista para 2021)
– 2019 – Macabro – direção Marcos Prado
– 2019 – Divaldo, O Filme – direção Clóvis Mello
– 2017 – Dont Swallow my heart, alligator girl – Não devore meu coração – direção Felipe Bragança
– 2011 – “Hoje” – direção Tata Amaral

Curta

– 2009 – “O sol do meio dia” – direção Eliane Caffe
– 2013 – “Marina não vai à praia” – direção Cássio Pereira dos Santos
– 2012 – “Tiros” – direção Gabriel Izaguirre
– 2010 – “O encontro” direção Marco Lafer
– 2009 – “Revertere ad locum tum” (Retorno ao lugar de Origem) – direção Armando Mendz
– 2005 – “Meninos da zona sul” direção Claudia Ribeiro e Silvia Godinho

 

TEATRO
– 2016 – “Boca cheia d’água” – direção de Marcelo Carrusca e Bruna Longo
– 2010 – “Brincando com os homens” – direção de Marco Amaral
– 2009 – “CD Circo Místico” do Grupo Voz & Cia – direção de Ernane Maletta
– 2009 – Festival de Teatro Musical de Belo Horizonte – “Malandro” – direção de Ernani Maletta
– 2008 – “Oh Oh Oh Minas Gerais” – Direção de Jota D. angelo e Mamélia Dornelles
– 2007/2008 – “O Guesa Errante” – Montagem acadêmica – Direção de Antônio Hildebrando
– 2007/2008 – “Mulheres de Hollanda” – Musical – DIRETORA ASSISTENTE – Direção Pedro Paulo Cava
– 2007/2004 – “Malandro” – musical – direção de Ernani Malleta
– 2007/2004 – “Circo místico” – Musical – direção de Ernani Malleta
– 2001 – “Corcunda de Notre Dame” – Musical – direção de Marco Amaral
– 1998 – “Mulheres de Hollanda” – remontagem Musical – direção de Pedro Paulo Cava
– 1995 – “Gardel” – Musical – direção de Pedro Paulo Cava
– 1995/1994 – “Malandro, O musical” – direção de Luiz Paixão
– 1994/1993 – “Mulheres de Hollanda”- Musical – direção de Pedro Paulo Cava

Aptidões:

> Dança clássica e contemporânea

> Canto lírico com Neide Zyviane por 7 anos

> Canto popular com Paula Santoro
Prêmios:

• Melhor Atriz", por "Tiros", direção Gabriel Izaguirre, realizado pelo Instituto Querô, Festival Curta Santos, 2014. http://www.institutoquero.org/pt/claudia-assuncao-ganha-premio-de-melhor-atriz-no-curta-santos-pela-atuacao-no-curta-tiros/

• Melhor Atriz Coadjuvante" por "Maria Não Vai à Praia", direção Cássio Pereira dos Santos, Festival de Cinema de Rio Bonito 2014. https://cineitineranterb.wordpress.com/2014/11/17/vencedores-do-5o-festival-de-cinema-de-rio-bonito/

Outros artistas relacionados