VGI Agentes

Denise Weinberg
Grupo(s): Atores

Denise Weinberg

Idiomas: Inglês - Fluente • Francês - Fluente
Faixa Etária: acima de 50 anos
Gênero: Feminino
Altura: 1.65m

Release

Premiada atriz brasileira, Denise Weinberg recebeu, em 2016, o Prêmio APCA de Melhor Atriz de Teatro com a peça “Testamento de Maria”. Em 2006, ganhou o prêmio Shell de melhor atriz pela peça teatral “Oração Para um Pé de Chinelo” e, também, o prêmio APCA pela mesma montagem. No cinema, a atriz ganhou três prêmios pelos filmes “BMW Vermelho” (2001) de Eduardo Ramos, “Quase Nada” (2000) de Sergio Resende e “Em Nome do Pai” (2000), curta-metragem de Julio Pessoa.
Algumas peças que atuou no teatro foram “Os Imortais”, “As Criadas”, “A Dança final”, “Da possibilidade da alegria no mundo”, “Álbum de Família”, “Outono, Inverno”, “Anna Weiss”, “Oração para um pé de chinelo”, “Arsênico e alfazema”, “As lágrimas amargas de petra Von Kant”, “O Acidente”, “A serpente”, “Navalha na carne”, entre outras. Na TV, estreou na série “Alice” do canal HBO. Atuou ainda nas séries “Maysa – Quando Fala o Coração”, “Dalva e Erivelto – Uma Canção de Amor” da Rede Globo. Participou também na terceira temporada da série ‘Psi’, da HBO, pela qual foi indicada ao prêmio de Melhor Atriz no Emmy Internacional 2018.
Atuou na telenovela “ Amor eterno amo”, na série “A Teia” e, mais recentemente, na novela “Éramos Seis”, todas da Rede Globo. Últimos papéis no cinema foram nos filmes “Greta”, “Meu Amigo Hindu”, “De Pernas Pro Ar 2 e 3”, “Super Nada”, “De Pernas Pro Ar”, “Salve Geral”, “Linha de Passe”, “Onde Anda Você?”, “My Father – Rua Alguém, 5555”, “Lost Zweig”, “Lara”, “Em Nome do Pai (curta-metragem)”, “Quase nada”, “Mauá – O Imperador e o Rei”, “Guerra de Canudos”.

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – “Éramos Seis” – Rede Globo – Direção Carlos Araújo
– 2018 – “Assédio” – Rede Globo – Direção Amora Mautner
– 2018 – “Psi” – HBO
– 2014 – “A TEIA” – Rede Globo – Direção Rogério Gomes
– 2012 – “AMOR ETERNO AMOR” – Rede Globo – Direção Pedro Vasconcelos
– 2010 – “Dalva e Erivelto – Uma Canção de Amor” – Rede Globo – Direção Dennis Carvalho
– 2009 – “Maysa – Quando Fala o Coração” – Rede Globo – Direção Jayme Monjardim
– 2008 – “Alice” – HBO – Direção Karim Aïnouz e Sérgio Machado

 

CINEMA

– 2019 – “Greta” – Direção Armando Praça
– 2018 – “De Pernas Pro Ar 3” – Direção Roberto Santucci
– 2015 – “Meu Amigo Hindu” – Direção Hector Babenco
– 2012 – “De Pernas Pro Ar 2” – Direção Roberto Santucci
– 2012 – “Super Nada” – Direção Rubens Rewald, Rossana Foglia
– 2010 – “De Pernas Pro Ar” – Direção Roberto Santucci
– 2009 – “Salve Geral” – Direção Sergio Rezende
– 2008 – “Linha de Passe” – dir. Walter Salles, Daniela Thomas
– 2004 – “Onde Anda Você?” – Direção Sergio Rezende
– 2003 – “My Father – Rua Alguém, 5555” – Direção Egidio Eronico
– 2002 – “Lost Zweig” – direção Sylvio Back
– 2002 – “Lara” – direção Ana Maria Magalhães
– 2002 – “Em Nome do Pai” – curta-metragem – Direção Júlio Maria Pessoa
– 2000 – “Quase nada” – Direção Sergio Rezende
– 1999 – “Mauá – O Imperador e o Rei” – Direção Sergio Rezende
– 1997 – “Guerra de Canudos” – Direção Sergio Rezende

 

TEATRO

– 2017- “Os imortais” – Direção Inez Viana
– 2016/2017 – “O testamento de Maria” – Direção Ron Daniels
– 2015 – “As criadas” – Direção Eduardo Tolentino
– 2010 – “A dança final” – Direção Noemi Marinho
– 2009 – “Da possibilidade da alegria no mundo” – Direção Newton Moreno
– 2007 – “Álbum de família” – Direção Alexandre Reinecke
– 2006 – “Outono, inverno” – Direção Eduardo Tolentino
– 2006 – “Anna Weiss” – Direção Alexandre Tenório
– 2005 – “Oração para um pé de chinelo” – Direção Alexandre Reinecke
– 2005 – “Arsênico e alfazema” – Direção: Alexandre Reinecke
– 2002 – “As lágrimas amargas de Petra Von Kant” – Direção Ticiana Studart
– 2000 – “O acidente”- Direção: Ariela Goldmann
– 1999 – “A serpente” – Direção: Eduardo Tolentino
– 1999 – “Navalha na carne” – Direção Eduardo Tolentino
– 1998 – “Ivanov” – Direção Eduardo Tolentino
– 1997 – “Do fundo do lago escuro” – Direção: Eduardo Tolentino
– 1996 – “Rastro atrás” – Direção Eduardo Tolentino
– 1994 – “Vestido de noiva” – Direção Eduardo Tolentino
– 1993 – “Senhora Klein”- Direção Eduardo Tolentino
– 1992 – “Querô” – Direção Eduardo Tolentino
– 1991 – “A megera domada” – Direção Eduardo Tolentino

Aptidões

■ Dança Clássica e de salão
■ Toca Piano

Prêmios

Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Emmy Internacional 2018, pela série 'PSI' da HBO
4 Prêmios APCA - (o último sendo de Melhor Atriz de Teatro 2016, com a peça "Testamento de Maria")
3 Prêmios Molière
3 Prêmios Mambembe
1 Prêmio Shell
Grande Prêmio de Cinema com Salve Geral

Locuções

Elementor #603

Denise Weinberg

Altura: 1.65m
Faixa etária:
Idiomas: Inglês - Fluente • Francês - Fluente

Release

Premiada atriz brasileira, Denise Weinberg recebeu, em 2016, o Prêmio APCA de Melhor Atriz de Teatro com a peça “Testamento de Maria”. Em 2006, ganhou o prêmio Shell de melhor atriz pela peça teatral “Oração Para um Pé de Chinelo” e, também, o prêmio APCA pela mesma montagem. No cinema, a atriz ganhou três prêmios pelos filmes “BMW Vermelho” (2001) de Eduardo Ramos, “Quase Nada” (2000) de Sergio Resende e “Em Nome do Pai” (2000), curta-metragem de Julio Pessoa.
Algumas peças que atuou no teatro foram “Os Imortais”, “As Criadas”, “A Dança final”, “Da possibilidade da alegria no mundo”, “Álbum de Família”, “Outono, Inverno”, “Anna Weiss”, “Oração para um pé de chinelo”, “Arsênico e alfazema”, “As lágrimas amargas de petra Von Kant”, “O Acidente”, “A serpente”, “Navalha na carne”, entre outras. Na TV, estreou na série “Alice” do canal HBO. Atuou ainda nas séries “Maysa – Quando Fala o Coração”, “Dalva e Erivelto – Uma Canção de Amor” da Rede Globo. Participou também na terceira temporada da série ‘Psi’, da HBO, pela qual foi indicada ao prêmio de Melhor Atriz no Emmy Internacional 2018.
Atuou na telenovela “ Amor eterno amo”, na série “A Teia” e, mais recentemente, na novela “Éramos Seis”, todas da Rede Globo. Últimos papéis no cinema foram nos filmes “Greta”, “Meu Amigo Hindu”, “De Pernas Pro Ar 2 e 3”, “Super Nada”, “De Pernas Pro Ar”, “Salve Geral”, “Linha de Passe”, “Onde Anda Você?”, “My Father – Rua Alguém, 5555”, “Lost Zweig”, “Lara”, “Em Nome do Pai (curta-metragem)”, “Quase nada”, “Mauá – O Imperador e o Rei”, “Guerra de Canudos”.

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – “Éramos Seis” – Rede Globo – Direção Carlos Araújo
– 2018 – “Assédio” – Rede Globo – Direção Amora Mautner
– 2018 – “Psi” – HBO
– 2014 – “A TEIA” – Rede Globo – Direção Rogério Gomes
– 2012 – “AMOR ETERNO AMOR” – Rede Globo – Direção Pedro Vasconcelos
– 2010 – “Dalva e Erivelto – Uma Canção de Amor” – Rede Globo – Direção Dennis Carvalho
– 2009 – “Maysa – Quando Fala o Coração” – Rede Globo – Direção Jayme Monjardim
– 2008 – “Alice” – HBO – Direção Karim Aïnouz e Sérgio Machado

 

CINEMA

– 2019 – “Greta” – Direção Armando Praça
– 2018 – “De Pernas Pro Ar 3” – Direção Roberto Santucci
– 2015 – “Meu Amigo Hindu” – Direção Hector Babenco
– 2012 – “De Pernas Pro Ar 2” – Direção Roberto Santucci
– 2012 – “Super Nada” – Direção Rubens Rewald, Rossana Foglia
– 2010 – “De Pernas Pro Ar” – Direção Roberto Santucci
– 2009 – “Salve Geral” – Direção Sergio Rezende
– 2008 – “Linha de Passe” – dir. Walter Salles, Daniela Thomas
– 2004 – “Onde Anda Você?” – Direção Sergio Rezende
– 2003 – “My Father – Rua Alguém, 5555” – Direção Egidio Eronico
– 2002 – “Lost Zweig” – direção Sylvio Back
– 2002 – “Lara” – direção Ana Maria Magalhães
– 2002 – “Em Nome do Pai” – curta-metragem – Direção Júlio Maria Pessoa
– 2000 – “Quase nada” – Direção Sergio Rezende
– 1999 – “Mauá – O Imperador e o Rei” – Direção Sergio Rezende
– 1997 – “Guerra de Canudos” – Direção Sergio Rezende

 

TEATRO

– 2017- “Os imortais” – Direção Inez Viana
– 2016/2017 – “O testamento de Maria” – Direção Ron Daniels
– 2015 – “As criadas” – Direção Eduardo Tolentino
– 2010 – “A dança final” – Direção Noemi Marinho
– 2009 – “Da possibilidade da alegria no mundo” – Direção Newton Moreno
– 2007 – “Álbum de família” – Direção Alexandre Reinecke
– 2006 – “Outono, inverno” – Direção Eduardo Tolentino
– 2006 – “Anna Weiss” – Direção Alexandre Tenório
– 2005 – “Oração para um pé de chinelo” – Direção Alexandre Reinecke
– 2005 – “Arsênico e alfazema” – Direção: Alexandre Reinecke
– 2002 – “As lágrimas amargas de Petra Von Kant” – Direção Ticiana Studart
– 2000 – “O acidente”- Direção: Ariela Goldmann
– 1999 – “A serpente” – Direção: Eduardo Tolentino
– 1999 – “Navalha na carne” – Direção Eduardo Tolentino
– 1998 – “Ivanov” – Direção Eduardo Tolentino
– 1997 – “Do fundo do lago escuro” – Direção: Eduardo Tolentino
– 1996 – “Rastro atrás” – Direção Eduardo Tolentino
– 1994 – “Vestido de noiva” – Direção Eduardo Tolentino
– 1993 – “Senhora Klein”- Direção Eduardo Tolentino
– 1992 – “Querô” – Direção Eduardo Tolentino
– 1991 – “A megera domada” – Direção Eduardo Tolentino

Aptidões:

> Dança Clássica e de salão

> Toca Piano
Prêmios:

• Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Emmy Internacional 2018, pela série 'PSI' da HBO

• 4 Prêmios APCA - (o último sendo de Melhor Atriz de Teatro 2016, com a peça "Testamento de Maria")

• 3 Prêmios Molière

• 3 Prêmios Mambembe

• 1 Prêmio Shell

• Grande Prêmio de Cinema com Salve Geral