Eucir de Souza
Grupo(s): Atores

Eucir de Souza

Faixa Etária: 41 a 50 anos
Gênero: Masculino
Altura: 1.72m

Release

Seu vasto currículo no teatro inclui mais de 30 espetáculos como: “Edipo Rei”; “Amigas Pero No Mucho”; “O Incrível Menino na Fotografia”; “Timão de Atenas”; “Volta ao Lar”; “Subterrâneo”; “Arena Contra Danton”; “A Cabeça”; “Porti Nari – a Opera”; “Sobre o Amor e a Amizade”; “Um Bonde Chamado Desejo”; “Deus Sabia de Tudo e Não Fez Nada”; “Nossa Vida em Familia”; “Mano”; “Gilgamesh”; “Nossa Vida Não Vale Um Chevrolet”; A Queima Roupa”; “Curta Passagem”; “Meduza de Ray-Ban”; “O Disco Solar”; “Senhorita Else”; “A Tempestade”; “Mistério Gozoso”; “Seria Cômico se Não Fosse Trágico”, entre muitos outros.
No Cinema integrou o elenco dos longas “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”; “O Menino da Porteira” e “Salve Geral”. Atuou também nos filmes “Se Nada Mais Der Certo”; “Meu Mundo Em Perigo” (pelo qual ganhou o prêmio de Melhor Ator do Festival de Brasília); “Quer Saber”; “Esboço Para Fotografia”; “Garibaldi”; “Fim da Linha”; “Jogo da Memória”; “Palindromo”; “Soluços e Soluções” e “Através da Janela”.
Estreou nas telinhas em 2006 na série “Carandiru – outras histórias” da Rede Globo. Ainda no mesmo ano esteve no elenco da novela “Bang Bang” e na série “Antonia” também da Rede Globo. Esteve no elenco das séries “FDP” da HBO; “Força Tarefa” da Rede Globo e “A Teia”; e na novela “O Rebu” ambas da Rede Globo. Atualmente está no ar com a novela “Gênesis” na Record TV.

FORMAÇÃO ACADÊMICA
Cursou: EAD – ECA /USP – 1991 a 1996
Interpretação: Iacov Hillel, Rodrigo Santiago, Rachel Araújo, Luis Damasceno
Expressão Corporal: Yolanda Amadei
Técnica de dança: Ana Maria Spyer, Silvia Bittencourt
Técnica de canto: Israel Feitosa Pessoa
Técnica vocal (caixas de ressonância): Matteo Mei
Biomecânica (Meyerhold): Maria Taís

Histórico

TELEVISÃO

– 2021 – “Gênesis” – Record TV

– 2019 – Toda Forma de Amor – Canal Brasil
– 2019 – O Doutrinador – Canal Space
– 2018 – Rua Augusta – TNT
– 2018/2017 – O Outro Lado do Paraíso” – Rede Globo
– 2017/2016 – “Carcereiros” – Rede Globo
– 2014 – “O Rebu” – Rede Globo
– 2014 – “A Teia” – Rede Globo
– 2011 – “Força Tarefa” – Rede Globo
– 2010 – “FDP” – HBO
– 2006 – “Bang Bang” – Rede Globo
– 2006 – “Antonia” – Rede Globo
– 2006 – “Carandiru – outras histórias” – Rede Globo

 

CINEMA

– 2018 – “O Paciente – O Caso Tancredo Neves” – Dir. Sérgio Rezende
– 2018 – “A Repartição do Tempo” – Dir. Santiago Dellape
– 2017 – “Antes que eu me esqueça” – Direção Tiago Arakilian
– 2017 – “O Segredo de Davi” – Direção Diogo freitas
– 2016 – “Sal” – Direção de Diego Freitas
– 2014 – “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” – Direção Daniel Ribeiro
– 2009 – “O Menino da Porteira” – Direção Jeremias Moreira Filho
– 2009 – “Salve Geral”- Direção Sergio Rezende
– 2008 – “Se Nada Mais der Certo”- Direção Jose Eduardo Belmonte
– 2007 – “Meu mundo em perigo” – Direção José Eduardo Belmonte
– 2007 – “Quer Saber” – Direção Paulo Disca
– 2006 – “Esboço Para Fotografia”- Direção Bruno Carneiro
– 2005 – “Garibaldi” – Direção Alberto Rondali
– 2005 – “Fim da Linha” – Direção Gustavo Steinberg
– 2005 – “Jogo da Memória”- Direção Moira Toledo
– 2001 – “Palindromo”- Direção Phillippe Barcinsky
– 2000 – “Soluços e Soluções” Direção Nereu Cerdeira e Eduardo Felistoque
– 1998 – “Através da Janela” – Direção Tata Amaral

 

TEATRO

– 2011 – “Edipo Rei” – Direção Elias Andreatto
– 2009 – “Amigas Pero No Mucho”- Direção Elias Andreatto
– 2007 – “O Incrivel Menino na Fotografia” – Direção Fernando Bonassi
– 2007 – “Timão de Atenas” – Direção de Élcio Nogueira
– 2006 – “Volta ao Lar” – Direção Alexandre Reinecke
– 2005 – “Subterrâneo” – Direção Vadim Nikitin
– 2005/2004 – “Arena Conta Danton” – Direção Cibele Forjaz
– 2004 – “A Cabeça”, de Alcides Nogueira” – Direção Márcia Abujamra
– 2004/2003 – “Porti Nari – A Ópera” – Direção Luiz Carlos Vasconcelos
– 2003 – “Sobre o Amor e a Amizade” – Direção Willian Pereira
– 2003 – “Um Bonde Chamado Desejo” – Direção Cibele Forjaz, Companhia Livre
– 2003/2002 – “Deus Sabia de Tudo e Não Fez Nada” – Texto e Direção Newton Moreno
– 2002/2001 – “Nossa Vida em Família” – Direção Willian Pereira
– 2002 – “Mano”, Gilberto Dimentein – Direção Naum Alves de Souza
– 2000 – “Gilgamesh” – Direção Amauri Falsetti
– 2000 – “Nossa Vida Não Vale um Chevrolet” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000/1999 – “Diário das Crianças do Velho Quarteirão” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “A Queima Roupa” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Tanto Faz” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Curta Passagem”, Mário Bortolotto = Direção Fernanda D´Umbra, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Meduza de Ray-Ban” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Getsemani” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Fuck You Baby” – Texto e Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “O Disco Solar”, Ana Vitória Vieira Monteiro – Direção Marcelo Drummond
– 1999 – “Desesperada” – Direção José Geraldo Petean
– 1999 – “A Cândida Erêndira e sua Avó Desalmada” – Direção José Rubens Siqueira
– 1998 – “Maligno Baal, o Associal” – Direção Marcio Aurélio – Companhia Razões Inversas
– 1997 – “Senhorita Else” – Direção Márcio Aurélio – Companhia Razões Inversas – Personagem Paul – Prêmio APCA de melhor espetáculo de 1997
– 1996 – “Romantik” – Direção Matteo Bonfitto – Personagem Wild
– 1995 – “M.T.M. – La Fura Dels Baús”
– 1994 – “A Tempestade” – Direção José Rubens Siqueira – Personagem Ferdinando
– 1994 – “Como a Ti Mesmo” – Texto e Direção José Rubens Siqueira – Personagem Inri
– 1994 – “Mistério Gozoso” – Direção José Celso Martinez Correia – Teatro Oficina
– 1993 – “Seria Cômico Se Não Fosse Trágico” – Direção Augusto Francisco
– 1993 – “A Laranja Mecânica” – Direção Olair Coan
– 1992 – “O Anjo” – Direção Caetano Villela – Boi Voador
– 1991 – “O Retábulo da Peste”- Direção Luis Damasceno

Prêmios

2016 - Melhor ator - Festival de Cine PE - pelo filme Sal - Direção Diego Freitas.
2007 - Melhor ator - Festival de Brasilia - pelo filme Meu Mundo Em Perigo - Direção Zé Eduardo Belmonte.

Locuções

Elementor #603

Eucir de Souza

Altura: 1.72m
Faixa etária:

Release

Seu vasto currículo no teatro inclui mais de 30 espetáculos como: “Edipo Rei”; “Amigas Pero No Mucho”; “O Incrível Menino na Fotografia”; “Timão de Atenas”; “Volta ao Lar”; “Subterrâneo”; “Arena Contra Danton”; “A Cabeça”; “Porti Nari – a Opera”; “Sobre o Amor e a Amizade”; “Um Bonde Chamado Desejo”; “Deus Sabia de Tudo e Não Fez Nada”; “Nossa Vida em Familia”; “Mano”; “Gilgamesh”; “Nossa Vida Não Vale Um Chevrolet”; A Queima Roupa”; “Curta Passagem”; “Meduza de Ray-Ban”; “O Disco Solar”; “Senhorita Else”; “A Tempestade”; “Mistério Gozoso”; “Seria Cômico se Não Fosse Trágico”, entre muitos outros.
No Cinema integrou o elenco dos longas “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”; “O Menino da Porteira” e “Salve Geral”. Atuou também nos filmes “Se Nada Mais Der Certo”; “Meu Mundo Em Perigo” (pelo qual ganhou o prêmio de Melhor Ator do Festival de Brasília); “Quer Saber”; “Esboço Para Fotografia”; “Garibaldi”; “Fim da Linha”; “Jogo da Memória”; “Palindromo”; “Soluços e Soluções” e “Através da Janela”.
Estreou nas telinhas em 2006 na série “Carandiru – outras histórias” da Rede Globo. Ainda no mesmo ano esteve no elenco da novela “Bang Bang” e na série “Antonia” também da Rede Globo. Esteve no elenco das séries “FDP” da HBO; “Força Tarefa” da Rede Globo e “A Teia”; e na novela “O Rebu” ambas da Rede Globo. Atualmente está no ar com a novela “Gênesis” na Record TV.

FORMAÇÃO ACADÊMICA
Cursou: EAD – ECA /USP – 1991 a 1996
Interpretação: Iacov Hillel, Rodrigo Santiago, Rachel Araújo, Luis Damasceno
Expressão Corporal: Yolanda Amadei
Técnica de dança: Ana Maria Spyer, Silvia Bittencourt
Técnica de canto: Israel Feitosa Pessoa
Técnica vocal (caixas de ressonância): Matteo Mei
Biomecânica (Meyerhold): Maria Taís

Histórico

TELEVISÃO

– 2021 – “Gênesis” – Record TV

– 2019 – Toda Forma de Amor – Canal Brasil
– 2019 – O Doutrinador – Canal Space
– 2018 – Rua Augusta – TNT
– 2018/2017 – O Outro Lado do Paraíso” – Rede Globo
– 2017/2016 – “Carcereiros” – Rede Globo
– 2014 – “O Rebu” – Rede Globo
– 2014 – “A Teia” – Rede Globo
– 2011 – “Força Tarefa” – Rede Globo
– 2010 – “FDP” – HBO
– 2006 – “Bang Bang” – Rede Globo
– 2006 – “Antonia” – Rede Globo
– 2006 – “Carandiru – outras histórias” – Rede Globo

 

CINEMA

– 2018 – “O Paciente – O Caso Tancredo Neves” – Dir. Sérgio Rezende
– 2018 – “A Repartição do Tempo” – Dir. Santiago Dellape
– 2017 – “Antes que eu me esqueça” – Direção Tiago Arakilian
– 2017 – “O Segredo de Davi” – Direção Diogo freitas
– 2016 – “Sal” – Direção de Diego Freitas
– 2014 – “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” – Direção Daniel Ribeiro
– 2009 – “O Menino da Porteira” – Direção Jeremias Moreira Filho
– 2009 – “Salve Geral”- Direção Sergio Rezende
– 2008 – “Se Nada Mais der Certo”- Direção Jose Eduardo Belmonte
– 2007 – “Meu mundo em perigo” – Direção José Eduardo Belmonte
– 2007 – “Quer Saber” – Direção Paulo Disca
– 2006 – “Esboço Para Fotografia”- Direção Bruno Carneiro
– 2005 – “Garibaldi” – Direção Alberto Rondali
– 2005 – “Fim da Linha” – Direção Gustavo Steinberg
– 2005 – “Jogo da Memória”- Direção Moira Toledo
– 2001 – “Palindromo”- Direção Phillippe Barcinsky
– 2000 – “Soluços e Soluções” Direção Nereu Cerdeira e Eduardo Felistoque
– 1998 – “Através da Janela” – Direção Tata Amaral

 

TEATRO

– 2011 – “Edipo Rei” – Direção Elias Andreatto
– 2009 – “Amigas Pero No Mucho”- Direção Elias Andreatto
– 2007 – “O Incrivel Menino na Fotografia” – Direção Fernando Bonassi
– 2007 – “Timão de Atenas” – Direção de Élcio Nogueira
– 2006 – “Volta ao Lar” – Direção Alexandre Reinecke
– 2005 – “Subterrâneo” – Direção Vadim Nikitin
– 2005/2004 – “Arena Conta Danton” – Direção Cibele Forjaz
– 2004 – “A Cabeça”, de Alcides Nogueira” – Direção Márcia Abujamra
– 2004/2003 – “Porti Nari – A Ópera” – Direção Luiz Carlos Vasconcelos
– 2003 – “Sobre o Amor e a Amizade” – Direção Willian Pereira
– 2003 – “Um Bonde Chamado Desejo” – Direção Cibele Forjaz, Companhia Livre
– 2003/2002 – “Deus Sabia de Tudo e Não Fez Nada” – Texto e Direção Newton Moreno
– 2002/2001 – “Nossa Vida em Família” – Direção Willian Pereira
– 2002 – “Mano”, Gilberto Dimentein – Direção Naum Alves de Souza
– 2000 – “Gilgamesh” – Direção Amauri Falsetti
– 2000 – “Nossa Vida Não Vale um Chevrolet” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000/1999 – “Diário das Crianças do Velho Quarteirão” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “A Queima Roupa” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Tanto Faz” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Curta Passagem”, Mário Bortolotto = Direção Fernanda D´Umbra, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Meduza de Ray-Ban” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Getsemani” – Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “Fuck You Baby” – Texto e Direção Mário Bortolotto, Mostra de Teatro Cemitério de Automóveis
– 2000 – “O Disco Solar”, Ana Vitória Vieira Monteiro – Direção Marcelo Drummond
– 1999 – “Desesperada” – Direção José Geraldo Petean
– 1999 – “A Cândida Erêndira e sua Avó Desalmada” – Direção José Rubens Siqueira
– 1998 – “Maligno Baal, o Associal” – Direção Marcio Aurélio – Companhia Razões Inversas
– 1997 – “Senhorita Else” – Direção Márcio Aurélio – Companhia Razões Inversas – Personagem Paul – Prêmio APCA de melhor espetáculo de 1997
– 1996 – “Romantik” – Direção Matteo Bonfitto – Personagem Wild
– 1995 – “M.T.M. – La Fura Dels Baús”
– 1994 – “A Tempestade” – Direção José Rubens Siqueira – Personagem Ferdinando
– 1994 – “Como a Ti Mesmo” – Texto e Direção José Rubens Siqueira – Personagem Inri
– 1994 – “Mistério Gozoso” – Direção José Celso Martinez Correia – Teatro Oficina
– 1993 – “Seria Cômico Se Não Fosse Trágico” – Direção Augusto Francisco
– 1993 – “A Laranja Mecânica” – Direção Olair Coan
– 1992 – “O Anjo” – Direção Caetano Villela – Boi Voador
– 1991 – “O Retábulo da Peste”- Direção Luis Damasceno

Prêmios:

• 2016 - Melhor ator - Festival de Cine PE - pelo filme Sal - Direção Diego Freitas.

• 2007 - Melhor ator - Festival de Brasilia - pelo filme Meu Mundo Em Perigo - Direção Zé Eduardo Belmonte.

Outros artistas relacionados