Francisco Gaspar
Grupo(s): Atores

Francisco Gaspar

Idiomas: Francês - Fluente / Inglês - Básico
Faixa Etária: acima de 50 anos
Gênero: Masculino
Altura: 1.66m

Release

No cinema atuou em mais de 30 filmes, destaca-se nos longas “Correndo Atrás”, “Death Corner”, “13 Histórias Estranhas 2”, “Matador”, “Mais Forte Que O Mundo – A História”, “A Felicidade de Margô”, ‘Unidade Básica”, “Mundo Cão”, “A Estrada 47”, “Submarino”, “Chapa”, “Aos ventos que virão”, “Cavalo”, “A Casa de Alice” e “Uninverso” . Trabalhou também nas novelas “Ciranda de Pedra” e “Belissíma” e da série “Força Tarefa”, “PR40” na TV Globo. Atuoi também em “Cidadão Brasileiro” e “Metamorphosis” da Rede Record. No teatro participou de “Relampião, a saga o cangaço”, “Viva Malasartes – Histórias de um povo de algum lugar”, “A Fechadura”, “Um Domingo no Parque”, “O Casamento da Baratinha”, “O Meu Guri”, “Dom Casmurro: Crer ou não crer”, “O Boto” e “Corpo Fechado”.

 

FORMAÇÃO ARTÍSTICA

Autodidata
“En-Trabalho com a Balagan” ministrada por Maria Thaís,
Workshop “Jogo Lúdico” com Emílio de Mello e Cia. dos Atores
“HamletOff” ministrada por Cacá Carvalho
“O Ator” ministrada por Rubens Rusche
“Canto para Atores” ministrada por Dagoberto Feliz
“Improvisação para o Ator” ministrada por Roberto Mallet
Curso para Cinema “O Ator Imaginário” com Christian Duurvoort
Curso de cinema para ator no Studio Fátima Toledo
Workshop com o preparador de ator para cinema Sérgio Penna

 

FORMAÇÃO ACADÊMICA

JORNALISMO – UBC / 1996 SP

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – “O Escolhido” – Netflix

– 2010 – “Força Tarefa” – TV Globo
– 2008 – “Ciranda de Pedra” – direção de Denise Saraceni
– 2006 – “Cidadão Brasileiro” – Rede Record
– 2005 – “Belíssima” – TV Globo
– 2005 – “PR40” – TV Globo
– 2004 – “Metamorphosis” – TV Record

 

CINEMA

– 2017 – “Mata Negra” de Rodrigo Aragão
– 2017 – “Cine Hoilliúde 2” de Halder Gomes
– 2017 – “Z- ACidade Perdida” de James Gray
– 2017 – “Correndo Atrás” – de Jeferson De
– 2017 – “Death Corner” – de Frédéric Berthe
– 2017 – “13 Histórias Estranhas 2” – segmento “Apóstolos” – direção de Marcos DeBrito
– 2017 – “Matador” – de Marcelo Galvão – The Last City of Z de James Gray
– 2016 – “Mais Forte Que O Mundo – A História” – de José Aldo de Afonso Poyart
– 2016 – “A Felicidade” – de Margô de Maurício Eça
– 2016 – “Unidade Básica” – de Carlos Cortez
– 2016 – “Mundo Cão” – de Marcos Jorge
– 2015 – “A Estrada 47” – de Vicente Ferraz – Condado Macabro – de Marcos DeBrito e André de Campos Mello
– 2015 – “Submarino” – de Rafael Aidar
– 2014 – “Chapa” – de Fabio Montanari
– 2014 – “Aos ventos que virão” – de Hermano Penna
– 2013 – “O Pacote” – de Rafael Aidar
– 2013 – “A Montanha”, de Vicente Ferraz
– 2013 – “Condado Macabro” – de Marcos DeBrito
– 2013 – “Aos ventos que virão” – de Hermano Penna
– 2012 – “O Brado Retumbante” – de Gustavo Fernandez
– 2011 – “Cavalo” – de Joana Mariani 2007 – O.D. Overdose Digital de Marcos DeBrito
– 2011 – “Cavalo”, de Joana Mariani
– 2011 – “Aos ventos que virão”, de Hermano Penna
– 2009 – “Memórias de um Liquidificador” – direção de André Klotzel
– 2009 – “Eu e meu guarda-chuva” – direção de Toni Vanzolini
– 2008 – “Vênus” – direção de Amilcar M. Claro
– 2008 – “9 mm: São Paulo” direção de Michael Ruman
– 2007 – “O.D. Overdose Digital” – de Marcos DeBrito
– 2007 – “A Casa de Alice” – direção de Chico Teixeira
– 2006 – “Caixa 2” direção – de Bruno Barreto
– 2004 – “A Lâmpada e a Flor” – de Pablo Ferreira
– 2004 – “Uninverso” – de Marcos DeBrito

Curta
– 2018 “Desencanto” – Dir. André Novis

 

TEATRO

– “Relampião, a saga o cangaço” direção de Alexadre Kavanji
– “Viva Malasartes – Histórias de um povo de algum lugar” texto e direção de Calixto de Inhamuns / Núcleo Pavanelli
– “A Fechadura” de Dario Fo, direção de Bruno Sciuto
– “Um Domingo no Parque” texto e direção de Paulo Faria
– “O Casamento da Baratinha” de Simoni Bôer direção de Ana Souto
– “O Meu Guri” de Zeno Wilde direção: Ronaldo Morais
– “Dom Casmurro: Crer ou não crer” direção: Jair Assumpção
– “O Boto” de Edyr A. Proença direção: Ronald Bergman
– “Corpo Fechado” de Guimarães Rosa direção: José Ferro

Prêmios

KIKITO DE MELHOR ATOR EM CURTA METRAGEM PELO FILME "O.D. OVERDOSE DIGITAL" de Marcos DeBrito 35º FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO/2007
Menção Honrosa de Melhor Ator no Festival do Rio 2013 por A Estrada 47 de Vicente Ferraz

Locuções

Elementor #603

Francisco Gaspar

Altura: 1.66m
Faixa etária:
Idiomas: Francês - Fluente • Inglês - Básico

Release

No cinema atuou em mais de 30 filmes, destaca-se nos longas “Correndo Atrás”, “Death Corner”, “13 Histórias Estranhas 2”, “Matador”, “Mais Forte Que O Mundo – A História”, “A Felicidade de Margô”, ‘Unidade Básica”, “Mundo Cão”, “A Estrada 47”, “Submarino”, “Chapa”, “Aos ventos que virão”, “Cavalo”, “A Casa de Alice” e “Uninverso” . Trabalhou também nas novelas “Ciranda de Pedra” e “Belissíma” e da série “Força Tarefa”, “PR40” na TV Globo. Atuoi também em “Cidadão Brasileiro” e “Metamorphosis” da Rede Record. No teatro participou de “Relampião, a saga o cangaço”, “Viva Malasartes – Histórias de um povo de algum lugar”, “A Fechadura”, “Um Domingo no Parque”, “O Casamento da Baratinha”, “O Meu Guri”, “Dom Casmurro: Crer ou não crer”, “O Boto” e “Corpo Fechado”.

 

FORMAÇÃO ARTÍSTICA

Autodidata
“En-Trabalho com a Balagan” ministrada por Maria Thaís,
Workshop “Jogo Lúdico” com Emílio de Mello e Cia. dos Atores
“HamletOff” ministrada por Cacá Carvalho
“O Ator” ministrada por Rubens Rusche
“Canto para Atores” ministrada por Dagoberto Feliz
“Improvisação para o Ator” ministrada por Roberto Mallet
Curso para Cinema “O Ator Imaginário” com Christian Duurvoort
Curso de cinema para ator no Studio Fátima Toledo
Workshop com o preparador de ator para cinema Sérgio Penna

 

FORMAÇÃO ACADÊMICA

JORNALISMO – UBC / 1996 SP

Histórico

TELEVISÃO

– 2019 – “O Escolhido” – Netflix

– 2010 – “Força Tarefa” – TV Globo
– 2008 – “Ciranda de Pedra” – direção de Denise Saraceni
– 2006 – “Cidadão Brasileiro” – Rede Record
– 2005 – “Belíssima” – TV Globo
– 2005 – “PR40” – TV Globo
– 2004 – “Metamorphosis” – TV Record

 

CINEMA

– 2017 – “Mata Negra” de Rodrigo Aragão
– 2017 – “Cine Hoilliúde 2” de Halder Gomes
– 2017 – “Z- ACidade Perdida” de James Gray
– 2017 – “Correndo Atrás” – de Jeferson De
– 2017 – “Death Corner” – de Frédéric Berthe
– 2017 – “13 Histórias Estranhas 2” – segmento “Apóstolos” – direção de Marcos DeBrito
– 2017 – “Matador” – de Marcelo Galvão – The Last City of Z de James Gray
– 2016 – “Mais Forte Que O Mundo – A História” – de José Aldo de Afonso Poyart
– 2016 – “A Felicidade” – de Margô de Maurício Eça
– 2016 – “Unidade Básica” – de Carlos Cortez
– 2016 – “Mundo Cão” – de Marcos Jorge
– 2015 – “A Estrada 47” – de Vicente Ferraz – Condado Macabro – de Marcos DeBrito e André de Campos Mello
– 2015 – “Submarino” – de Rafael Aidar
– 2014 – “Chapa” – de Fabio Montanari
– 2014 – “Aos ventos que virão” – de Hermano Penna
– 2013 – “O Pacote” – de Rafael Aidar
– 2013 – “A Montanha”, de Vicente Ferraz
– 2013 – “Condado Macabro” – de Marcos DeBrito
– 2013 – “Aos ventos que virão” – de Hermano Penna
– 2012 – “O Brado Retumbante” – de Gustavo Fernandez
– 2011 – “Cavalo” – de Joana Mariani 2007 – O.D. Overdose Digital de Marcos DeBrito
– 2011 – “Cavalo”, de Joana Mariani
– 2011 – “Aos ventos que virão”, de Hermano Penna
– 2009 – “Memórias de um Liquidificador” – direção de André Klotzel
– 2009 – “Eu e meu guarda-chuva” – direção de Toni Vanzolini
– 2008 – “Vênus” – direção de Amilcar M. Claro
– 2008 – “9 mm: São Paulo” direção de Michael Ruman
– 2007 – “O.D. Overdose Digital” – de Marcos DeBrito
– 2007 – “A Casa de Alice” – direção de Chico Teixeira
– 2006 – “Caixa 2” direção – de Bruno Barreto
– 2004 – “A Lâmpada e a Flor” – de Pablo Ferreira
– 2004 – “Uninverso” – de Marcos DeBrito

Curta
– 2018 “Desencanto” – Dir. André Novis

 

TEATRO

– “Relampião, a saga o cangaço” direção de Alexadre Kavanji
– “Viva Malasartes – Histórias de um povo de algum lugar” texto e direção de Calixto de Inhamuns / Núcleo Pavanelli
– “A Fechadura” de Dario Fo, direção de Bruno Sciuto
– “Um Domingo no Parque” texto e direção de Paulo Faria
– “O Casamento da Baratinha” de Simoni Bôer direção de Ana Souto
– “O Meu Guri” de Zeno Wilde direção: Ronaldo Morais
– “Dom Casmurro: Crer ou não crer” direção: Jair Assumpção
– “O Boto” de Edyr A. Proença direção: Ronald Bergman
– “Corpo Fechado” de Guimarães Rosa direção: José Ferro

Prêmios:

• KIKITO DE MELHOR ATOR EM CURTA METRAGEM PELO FILME "O.D. OVERDOSE DIGITAL" de Marcos DeBrito 35º FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO/2007

• Menção Honrosa de Melhor Ator no Festival do Rio 2013 por A Estrada 47 de Vicente Ferraz

Outros artistas relacionados