VGI Agentes

Gustavo Trestini
Grupo(s): AtoresDiretores

Gustavo Trestini

Idiomas: Francês - Fluente • Espanhol - Básico • Italiano - Básico • Inglês - Básico
Faixa Etária: acima de 50 anos
Gênero: Masculino
Altura: 1.75m

Release

Ator vencedor dos prêmios: Melhor Ator Festival Nacional de Teatro de Blumenau, indicado a Melhor Ator Revelação de Televisão por Boogie Oogie: Prêmio Contigo 2015 – Prêmio APETESP de Teatro e Prêmio Emmy Internacional – Joia Rara, TV Globo – Melhor Novela.

Atuou nas novelas “Carinha de Anjo” do SBT, “Boogie Oogie” e “Jóia Rara” da Rede Globo, participou da série “13 Dias Longe do Sol” da Rede Globo, “O Negócio” da HBO, atuou nas novelas “Passione”, “Viver a vida” da Rede Globo, interpretou nos seriados “Tudo Novo, de Novo” da Rede Globo, “Maysa, Quando Fala o Coração” da Rede Globo, e “Alice” da HBO.
Estreou no cinema nacional no longa “Carandiru”, atuou no longa “O Cheiro do Ralo” e no filme “VIPs”.
No teatro atuou em diversas peças ao longo de sua carreira, algumas delas foram: “Dançando em Lúnassa”, “Doze homens e uma Sentença”, “O Retorno ao Deserto”, “Cabaré da Santa”, “Západ”, “Galileu Galilei” e “Tauromaquia”, “Memórias do Mar Aberto – Medéia conta sua estória”, “A Almanjarra”, “Gota D’Água”, “A Ópera do Malandro”, “Turandot”, entre outros.

FORMAÇÃO PROFISSIONAL:

Bacharelado em Interpretação Teatral concluído em 1990 na Universidade Estadual de Campinas

 

CURSOS REALIZADOS:

– 2010 – “Le Théâtre du Antoine Vitez”, ministrado Catherine Marnas. Palestra realizada no Théâtre de la Ville. Paris, França
– 2009 – O método de Constantin Stanislavski, ministrado por Valentin Teplyakov, realizado no TECA – São Paulo
– 1987 – O Teatro de Metáforas de Gerald Thomas, por Beth Coelho e Marcos Barreto, realizado pela Artecultura, em Campinas SP
– 1987 – Danças de Salão, por J.C. Violla, realizado pelo Departamento de Artes Corporais da Universidade Estadual de Campinas
– 1988 – A Linguagem do Silêncio, por Lina do Carmo, realizado pela Aliança Francesa, em Campinas – SP
– 1989 – III Forum de Debates Ser ou não Ser América, durante a II Mostra Latino Americana de Teatro, realizada pela Universidade Estadual de Londrina, em Londrina – PR
– 1984 – O Treinamento Cotidiano do Ator, por Luis Otávio Burnier, realizado pelo Centro de Teatro UNICAMP
– 1989 – Acrobacia Cênica, por Carlos Lipsic do grupo “La Pista 4”, Buenos Aires – realizada pelo primeiro Festival Internacional de Campinas

Histórico

TELEVISÃO

– 2018 – “Carcereiros” – série rede Globo
– 2018 – “O Outro Lado do Paraíso” – Globo – Dir. Mauro Mendonça Filho
– 2017/2016 – “Carinha de Anjo”, novela do SBT – direção de Reinaldo Boury
– 2017/2016 – “13 Dias Longe do Sol”, série rede Globo – direção de Luciano Moura
– 2015/2014 – “Boogie Oogie”, novela de Rui Vilhena, direção de Ricardo Waddington e Gustavo Fernades – Tv Globo
– 2013 – “Joia Rara”, novela escrita por Duca Rachid, Thelma Guedes e Thereza Falcão, direção de Amora Mautner – Tv Globo
– 2013 – “O Negocio”, série criada por Luca Paiva Mello e Rodrigo Castilho, escrita por Fabio Danesi, direção de Michel Tikhomiroff e Júlia Jordão – HBO
– 2010 – “Passione”, novela de Sílvio de Abreu, direção de Denise Saraceni – Tv Globo
– 2009 – “Viver a Vida”, novela de de Manoel Carlos, direção de Jayme Monjardim – Tv Globo
– 2009 – “Tudo Novo, de Novo”, seriado escrito por Lícia Manzo, direção geral de Denise Saraceni – Tv Globo
– 2008 – “Maysa, Quando Fala o Coração”, mini série escrita por Manoel Carlos, direção de Jayme Monjardim – Tv Globo
– 2008 – “Alice”, série de Karim Aïnouz e Sérgio Machado, direção Sérgio Machado – HBO Latin América e Gullane Filmes

 

CINEMA

– 2011 – “VIPs” – Direção de Toniko Melo
– 2005 – “O Cheiro do Ralo” – Direção de Heitor Dhalia
– 2002 – “Carandiru” – Direção de Hector Babenco

 

TEATRO – ATOR

– 2013 – “Dançando em Lúnassa” de Brian Friel. Direção de Domingos Nunes
– 2012/2011 – “Doze Homens e uma Sentença” de Reginald Rose. Direção de Eduardo Tolentino. Temporada Teatro Imprensa e Teatro TUCA Arena
– 2010/2008 – “O Retorno ao Deserto” de Bernard-Marie Koltés. Direção Catherine Marnas, produção Compagnie Dramatique Parnas de Marseille, França. Temporadas em São Paulo, Paris e várias cidades francesas
– 2008 – “Cabaré da Santa” de Reinaldo Maia e Jorge Louraço. Direção de Dagoberto Feliz. Produção Galpão do Folias
– 2007/2006 – “Západ”, de Alexandre Toller, Newton Moreno e Luis Alberto de Abreu, direção de Maria Thaís, produção Cia. Teatro Balagan
– 2005 – “Galileu Galilei”, de Bertold Brecht, direção de Rubens Velloso, produção Philarmonia Brasileira
– 2005 – “Tauromaquia”, de Alexandre Toller, direção de Maria Thaís, produção Cia. Teatro Balagan
– 2004 – “Memórias do Mar Aberto – Medéia conta sua estória”, de Consuelo de Castro, direção de Regina Galdino, com temporada no Teatro Sérgio Cardoso (SP) e no Teatro da Caixa Econômica Federal, em Brasília
– 2003 – “A Almanjarra” – direção Paulo Marcos
– 2001 – “Gota D’Água“ – direção de Gabriel Vilella
– 2000 – “ A Ópera do Malandro” – direção de Gabriel Vilela
– 1999 – “ Turandot” – direção de José Renato
– 1998 – “Clarice Coração Selvagem” – direção de Maria Lúcia de Lima
– 1998 – “Na Roça” – direção de Iacov Hillel
– 1997 – “Don Juan” – direção de Moacyr Chaves
– 1996 – “O Círculo de Giz Caucasiano” – direção e adaptação de Ilo Krugli
– 1996 – “El Dia Que Me Quieras” – direção Antonio Mercado
– 1995 – “Werther” – direção Márcio Tadeu
– 1995 – “Sexy in Extremis” – espetáculo musical para bar com músicas do grupo Língua de Trapo compostas por Laert Sarrumor
– 1995/1994 – “Deixa Que eu Empurro”- direção de Neyde Veneziano
– 1994 – “Procurando Firme”- direção Neyde Veneziano
– 1993 – “Cabaret de la Polaca”- direção de Eliseu Paranhos
– 1989 – “Aqui não, Pantaleão!”- espetáculo de rua criado coletivamente pelo grupo Fora do Sério
– 1988 – “Arlecchino” – direção de Neyde Veneziano
– 1987 – “Suíte para Gilda”- criação coletiva do Grupo de Riscos – direção de Sérgio Magalhães
– 1987 – “Eu sou vida, eu não sou morte”- direção de Simoni Boer
– 1987 – “Certa Entidade em Busca de Outra” – direção de Simoni Boer
– 1986 – “Deixa Estar” – direção de Adílson Barros
– 1985 -“A Cantora Careca” – direção de Marco Ghillardi

Aptidões

■ Piloto brevetado de aeronaves monomotoras
■ Habilitado para Motocicleta, automóvel
■ Pratica ciclismo, natação e volei
■ Circo: Malabares pirofagia
■ Canta, toca bateria e percussão
■ Dança de salão

Prêmios

Melhor Ator Festival Nacional de Teatro de Blumenau
Indicado a Melhor Ator Revelação de Televisão por Boogie Oogie: Prêmio Contigo 2015
Prêmio APETESP de Teatro
Prêmio Emmy Internacional - Joia Rara, TV Globo
Prêmio Aplauso de Teatro

Locuções

Elementor #603

Gustavo Trestini

Altura: 1.75m
Faixa etária:
Idiomas: Francês - Fluente • Espanhol - Básico • Italiano - Básico • Inglês - Básico

Release

Ator vencedor dos prêmios: Melhor Ator Festival Nacional de Teatro de Blumenau, indicado a Melhor Ator Revelação de Televisão por Boogie Oogie: Prêmio Contigo 2015 – Prêmio APETESP de Teatro e Prêmio Emmy Internacional – Joia Rara, TV Globo – Melhor Novela.

Atuou nas novelas “Carinha de Anjo” do SBT, “Boogie Oogie” e “Jóia Rara” da Rede Globo, participou da série “13 Dias Longe do Sol” da Rede Globo, “O Negócio” da HBO, atuou nas novelas “Passione”, “Viver a vida” da Rede Globo, interpretou nos seriados “Tudo Novo, de Novo” da Rede Globo, “Maysa, Quando Fala o Coração” da Rede Globo, e “Alice” da HBO.
Estreou no cinema nacional no longa “Carandiru”, atuou no longa “O Cheiro do Ralo” e no filme “VIPs”.
No teatro atuou em diversas peças ao longo de sua carreira, algumas delas foram: “Dançando em Lúnassa”, “Doze homens e uma Sentença”, “O Retorno ao Deserto”, “Cabaré da Santa”, “Západ”, “Galileu Galilei” e “Tauromaquia”, “Memórias do Mar Aberto – Medéia conta sua estória”, “A Almanjarra”, “Gota D’Água”, “A Ópera do Malandro”, “Turandot”, entre outros.

FORMAÇÃO PROFISSIONAL:

Bacharelado em Interpretação Teatral concluído em 1990 na Universidade Estadual de Campinas

 

CURSOS REALIZADOS:

– 2010 – “Le Théâtre du Antoine Vitez”, ministrado Catherine Marnas. Palestra realizada no Théâtre de la Ville. Paris, França
– 2009 – O método de Constantin Stanislavski, ministrado por Valentin Teplyakov, realizado no TECA – São Paulo
– 1987 – O Teatro de Metáforas de Gerald Thomas, por Beth Coelho e Marcos Barreto, realizado pela Artecultura, em Campinas SP
– 1987 – Danças de Salão, por J.C. Violla, realizado pelo Departamento de Artes Corporais da Universidade Estadual de Campinas
– 1988 – A Linguagem do Silêncio, por Lina do Carmo, realizado pela Aliança Francesa, em Campinas – SP
– 1989 – III Forum de Debates Ser ou não Ser América, durante a II Mostra Latino Americana de Teatro, realizada pela Universidade Estadual de Londrina, em Londrina – PR
– 1984 – O Treinamento Cotidiano do Ator, por Luis Otávio Burnier, realizado pelo Centro de Teatro UNICAMP
– 1989 – Acrobacia Cênica, por Carlos Lipsic do grupo “La Pista 4”, Buenos Aires – realizada pelo primeiro Festival Internacional de Campinas

Histórico

TELEVISÃO

– 2018 – “Carcereiros” – série rede Globo
– 2018 – “O Outro Lado do Paraíso” – Globo – Dir. Mauro Mendonça Filho
– 2017/2016 – “Carinha de Anjo”, novela do SBT – direção de Reinaldo Boury
– 2017/2016 – “13 Dias Longe do Sol”, série rede Globo – direção de Luciano Moura
– 2015/2014 – “Boogie Oogie”, novela de Rui Vilhena, direção de Ricardo Waddington e Gustavo Fernades – Tv Globo
– 2013 – “Joia Rara”, novela escrita por Duca Rachid, Thelma Guedes e Thereza Falcão, direção de Amora Mautner – Tv Globo
– 2013 – “O Negocio”, série criada por Luca Paiva Mello e Rodrigo Castilho, escrita por Fabio Danesi, direção de Michel Tikhomiroff e Júlia Jordão – HBO
– 2010 – “Passione”, novela de Sílvio de Abreu, direção de Denise Saraceni – Tv Globo
– 2009 – “Viver a Vida”, novela de de Manoel Carlos, direção de Jayme Monjardim – Tv Globo
– 2009 – “Tudo Novo, de Novo”, seriado escrito por Lícia Manzo, direção geral de Denise Saraceni – Tv Globo
– 2008 – “Maysa, Quando Fala o Coração”, mini série escrita por Manoel Carlos, direção de Jayme Monjardim – Tv Globo
– 2008 – “Alice”, série de Karim Aïnouz e Sérgio Machado, direção Sérgio Machado – HBO Latin América e Gullane Filmes

 

CINEMA

– 2011 – “VIPs” – Direção de Toniko Melo
– 2005 – “O Cheiro do Ralo” – Direção de Heitor Dhalia
– 2002 – “Carandiru” – Direção de Hector Babenco

 

TEATRO – ATOR

– 2013 – “Dançando em Lúnassa” de Brian Friel. Direção de Domingos Nunes
– 2012/2011 – “Doze Homens e uma Sentença” de Reginald Rose. Direção de Eduardo Tolentino. Temporada Teatro Imprensa e Teatro TUCA Arena
– 2010/2008 – “O Retorno ao Deserto” de Bernard-Marie Koltés. Direção Catherine Marnas, produção Compagnie Dramatique Parnas de Marseille, França. Temporadas em São Paulo, Paris e várias cidades francesas
– 2008 – “Cabaré da Santa” de Reinaldo Maia e Jorge Louraço. Direção de Dagoberto Feliz. Produção Galpão do Folias
– 2007/2006 – “Západ”, de Alexandre Toller, Newton Moreno e Luis Alberto de Abreu, direção de Maria Thaís, produção Cia. Teatro Balagan
– 2005 – “Galileu Galilei”, de Bertold Brecht, direção de Rubens Velloso, produção Philarmonia Brasileira
– 2005 – “Tauromaquia”, de Alexandre Toller, direção de Maria Thaís, produção Cia. Teatro Balagan
– 2004 – “Memórias do Mar Aberto – Medéia conta sua estória”, de Consuelo de Castro, direção de Regina Galdino, com temporada no Teatro Sérgio Cardoso (SP) e no Teatro da Caixa Econômica Federal, em Brasília
– 2003 – “A Almanjarra” – direção Paulo Marcos
– 2001 – “Gota D’Água“ – direção de Gabriel Vilella
– 2000 – “ A Ópera do Malandro” – direção de Gabriel Vilela
– 1999 – “ Turandot” – direção de José Renato
– 1998 – “Clarice Coração Selvagem” – direção de Maria Lúcia de Lima
– 1998 – “Na Roça” – direção de Iacov Hillel
– 1997 – “Don Juan” – direção de Moacyr Chaves
– 1996 – “O Círculo de Giz Caucasiano” – direção e adaptação de Ilo Krugli
– 1996 – “El Dia Que Me Quieras” – direção Antonio Mercado
– 1995 – “Werther” – direção Márcio Tadeu
– 1995 – “Sexy in Extremis” – espetáculo musical para bar com músicas do grupo Língua de Trapo compostas por Laert Sarrumor
– 1995/1994 – “Deixa Que eu Empurro”- direção de Neyde Veneziano
– 1994 – “Procurando Firme”- direção Neyde Veneziano
– 1993 – “Cabaret de la Polaca”- direção de Eliseu Paranhos
– 1989 – “Aqui não, Pantaleão!”- espetáculo de rua criado coletivamente pelo grupo Fora do Sério
– 1988 – “Arlecchino” – direção de Neyde Veneziano
– 1987 – “Suíte para Gilda”- criação coletiva do Grupo de Riscos – direção de Sérgio Magalhães
– 1987 – “Eu sou vida, eu não sou morte”- direção de Simoni Boer
– 1987 – “Certa Entidade em Busca de Outra” – direção de Simoni Boer
– 1986 – “Deixa Estar” – direção de Adílson Barros
– 1985 -“A Cantora Careca” – direção de Marco Ghillardi

Aptidões:

> Piloto brevetado de aeronaves monomotoras

> Habilitado para Motocicleta, automóvel

> Pratica ciclismo, natação e volei

> Circo: Malabares pirofagia

> Canta, toca bateria e percussão

> Dança de salão
Prêmios:

• Melhor Ator Festival Nacional de Teatro de Blumenau

• Indicado a Melhor Ator Revelação de Televisão por Boogie Oogie: Prêmio Contigo 2015

• Prêmio APETESP de Teatro

• Prêmio Emmy Internacional - Joia Rara, TV Globo

• Prêmio Aplauso de Teatro