Maria Galant
Grupo(s): Atores

Maria Galant

Idiomas: Português - Fluente / Francês - Intermediário / Inglês - Intermediário / Espanhol - Intermediário
Faixa Etária: 19 a 29 anos
Gênero: Feminino
Altura: 1.63m

Release

Maria Galant, natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul – Brasil, graduada em Artes Visuais (licenciatura) no Instituto de Artes da UFRGS, pesquisa o potencial pedagógico do cinema para a educação de jovens e crianças.

Na área audiovisual participou como atriz de diversos curtas-metragens, das séries “Werner e os Mortos” (Canal Brasil), “Paralelo 30” (Canal Prime Box Brasil), “A Bênção” (Canal Brasil), um videoarte de Nuno Ramos e dois longa-metragens como protagonista, sendo eles “Mulher do Pai” (2016), de Cristiane Oliveira, e o longa “Irmã”, escrito e dirigido por Luciana Mazeto e Vinícius Lopes – ambos filmes selecionados para representar o Brasil no festival Berlinale em 2016 e 2020.

Em 2018 foi indicada ao 23º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro na categoria Revelação de 2017, quando também passou a integrar a comunidade ‘Talents’, lista de jovens talentos do cinema internacional, selecionados para residências relacionadas ao festival Berlinale.

 

FORMAÇÃO ARTÍSTICA

 

2021 – Oficina “me olha eu te vejo”, de vídeo performance, ministrada pela atriz Raquel Karro.

2019- Oficina de trabalho artesanal com película 16mm, Cine Esquema Novo – arte audiovisual brasileira.

2018- Workshop intensivo de interpretação para cinema com Sergio Penna (módulo I e II).

2018- 13º Talents Buenos Aires.

2018 – Oficina do Ator ao Personagem, com Alessandra Tosi.

2018- Participação no Seminário Internacional Convergências: perspectivas do audiovisual experimental, DAV/UFRGS.

2017 – Imersão com Alma Negrot.

2015-2021 – Graduação em Artes Visuais – Licenciatura / Instituto de Artes – UFRGS.

Histórico

TELEVISÃO

 

2020 – “A Benção” (Canal Brasil / Globoplay) – direção Emiliano Cunha e Davi Pinheiro.

2019 – “Paralelo 30” (Canal Prime Box Brasil) – direção Frederico Ruas.

2016 – “Werner e os Mortos” (Canal Brasil / Prime Video) – direção Cláudio Fagundes, Gabriel Faccini e Tiago Rezende.

 

CINEMA

 

Longas

2021 – “Inventário de Imagens Perdidas”  (em finalização) – direção Gustavo Galvão.

2020  – “Irmã” – direção Luciana mazeto e Vinícius Lopes.

2017 – “Mulher do Pai” – direção Cristiane Oliveira.

 

Curtas

2020 – “Letícia, Monte Bonito, 04” – direção Julia Regis.

2018 – “Antes do Lembrar” – direção Luciana Mazeto e Vinícius Lopes.

2018 -“Marta” – direção Laura Gus.

2018 – “O Planeta Intruso que trará Trevas” – direção Leonardo Michelon.

2018 – “Eu e mais Ninguém” – direção Nicole Bohrer.

2016 – “Horror” – direção Leonardo Bomfim.

2016- “Temporal” – direção Gabriel Honzik.

em finalização – “Sonâmbula” – direção Brenda Behncke.

em finalização – “Prorrogação” – direção Lorenzo Telles.

em finalização – “O primeiro e o último” – direção  Dani Israel.

 

CLIPE

2019 – “O Poema” – da banda Renascentes.

TEATRO

2018 – RITIDOMAS – AÇÃO PERFORMÁTICA | Direção: Helena Kanaan | Museu de Arte do Rio Grande do Sul

 

OUTROS TRABALHOS:

Vídeo-arte:

2015 – “Dádiva 1 – Copo d’agua por violoncelo” – direção Nuno Ramos e Eduardo Climachauska

 

Direção de Fotografia:

2019 – “Deodato Holocaust” – direção Felipe Guerra.

em finalização – “Fantastic Woman” –  direção João Pedro Fleck,  Felipe Guerra e Nicolas Tonsho.

 

Assistência de Produção:

em finalização – “Uma em Mil”- direção Jonatas Rubert.

 

Aptidões

■ Dança aérea (tecido); Ciclismo; Anda à cavalo; Dança contemporânea básica.

Prêmios

2018 - Indicação de Atriz Revelação de 2017 no 23º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro.
2017 - Prêmio de Melhor Atriz no 10º Festival de Cinema de Triunfo/PE, por Mulher do Pai.

Locuções

Elementor #603

Maria Galant

Altura: 1.63m
Faixa etária:
Idiomas: Português - Fluente • Francês - Intermediário • Inglês - Intermediário • Espanhol - Intermediário

Release

Maria Galant, natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul – Brasil, graduada em Artes Visuais (licenciatura) no Instituto de Artes da UFRGS, pesquisa o potencial pedagógico do cinema para a educação de jovens e crianças.

Na área audiovisual participou como atriz de diversos curtas-metragens, das séries “Werner e os Mortos” (Canal Brasil), “Paralelo 30” (Canal Prime Box Brasil), “A Bênção” (Canal Brasil), um videoarte de Nuno Ramos e dois longa-metragens como protagonista, sendo eles “Mulher do Pai” (2016), de Cristiane Oliveira, e o longa “Irmã”, escrito e dirigido por Luciana Mazeto e Vinícius Lopes – ambos filmes selecionados para representar o Brasil no festival Berlinale em 2016 e 2020.

Em 2018 foi indicada ao 23º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro na categoria Revelação de 2017, quando também passou a integrar a comunidade ‘Talents’, lista de jovens talentos do cinema internacional, selecionados para residências relacionadas ao festival Berlinale.

 

FORMAÇÃO ARTÍSTICA

 

2021 – Oficina “me olha eu te vejo”, de vídeo performance, ministrada pela atriz Raquel Karro.

2019- Oficina de trabalho artesanal com película 16mm, Cine Esquema Novo – arte audiovisual brasileira.

2018- Workshop intensivo de interpretação para cinema com Sergio Penna (módulo I e II).

2018- 13º Talents Buenos Aires.

2018 – Oficina do Ator ao Personagem, com Alessandra Tosi.

2018- Participação no Seminário Internacional Convergências: perspectivas do audiovisual experimental, DAV/UFRGS.

2017 – Imersão com Alma Negrot.

2015-2021 – Graduação em Artes Visuais – Licenciatura / Instituto de Artes – UFRGS.

Histórico

TELEVISÃO

 

2020 – “A Benção” (Canal Brasil / Globoplay) – direção Emiliano Cunha e Davi Pinheiro.

2019 – “Paralelo 30” (Canal Prime Box Brasil) – direção Frederico Ruas.

2016 – “Werner e os Mortos” (Canal Brasil / Prime Video) – direção Cláudio Fagundes, Gabriel Faccini e Tiago Rezende.

 

CINEMA

 

Longas

2021 – “Inventário de Imagens Perdidas”  (em finalização) – direção Gustavo Galvão.

2020  – “Irmã” – direção Luciana mazeto e Vinícius Lopes.

2017 – “Mulher do Pai” – direção Cristiane Oliveira.

 

Curtas

2020 – “Letícia, Monte Bonito, 04” – direção Julia Regis.

2018 – “Antes do Lembrar” – direção Luciana Mazeto e Vinícius Lopes.

2018 -“Marta” – direção Laura Gus.

2018 – “O Planeta Intruso que trará Trevas” – direção Leonardo Michelon.

2018 – “Eu e mais Ninguém” – direção Nicole Bohrer.

2016 – “Horror” – direção Leonardo Bomfim.

2016- “Temporal” – direção Gabriel Honzik.

em finalização – “Sonâmbula” – direção Brenda Behncke.

em finalização – “Prorrogação” – direção Lorenzo Telles.

em finalização – “O primeiro e o último” – direção  Dani Israel.

 

CLIPE

2019 – “O Poema” – da banda Renascentes.

TEATRO

2018 – RITIDOMAS – AÇÃO PERFORMÁTICA | Direção: Helena Kanaan | Museu de Arte do Rio Grande do Sul

 

OUTROS TRABALHOS:

Vídeo-arte:

2015 – “Dádiva 1 – Copo d’agua por violoncelo” – direção Nuno Ramos e Eduardo Climachauska

 

Direção de Fotografia:

2019 – “Deodato Holocaust” – direção Felipe Guerra.

em finalização – “Fantastic Woman” –  direção João Pedro Fleck,  Felipe Guerra e Nicolas Tonsho.

 

Assistência de Produção:

em finalização – “Uma em Mil”- direção Jonatas Rubert.

 

Aptidões:

> Dança aérea (tecido); Ciclismo; Anda à cavalo; Dança contemporânea básica.
Prêmios:

• 2018 - Indicação de Atriz Revelação de 2017 no 23º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro.

• 2017 - Prêmio de Melhor Atriz no 10º Festival de Cinema de Triunfo/PE, por Mulher do Pai.

Outros artistas relacionados